19.10.2017 / Cultura / por

Mostra SP de Fotografia ocupa galerias, lojas, bares e espaços culturais na Vila Madalena

Delírios de percorrer imensidões do lado de dentro, de Tuane Eggers
Delírios de percorrer imensidões do lado de dentro, de Tuane Eggers

Essa matéria é um save the date para quem mora em São Paulo ou pode vir para este fim de semana (21.10) ou até 18 de novembro. As ruas do bairro da Vila Madalena serão tomadas pela 8a Mostra SP de Fotografia, com exposições de 38 fotógrafos espalhadas por diversas galerias, lojas, bares, espaços culturais e muros.

Os organizadores Mônica Maia e Fernando Costa Netto, da DOC Galeria, convidaram um grupo de 14 profissionais entre curadores, editores, jornalistas e fotógrafos para indicar os artistas que participam este ano.

O tema da mostra é Fronteiras e rendeu diversas explorações e olhares que vão da guerra ao gênero. Sejam os conflitos sociais e as guerras diárias que se travam nas periferias do país ou no Oriente Médio, dentro de casa, quando uma criança se enxerga em outro corpo ao se encarar diante do espelho. Ou, ainda, a não fronteira, quando nada mais parece existir além do muro do seu próprio quintal.

O evento ainda conta com oficinas e conversas que começam a partir desta quinta (19.10) na Casa #hellocidades e ainda caminhadas fotográficas, oficinas para crianças e lançamentos de livro. A programação completa e todos os espaços expositivos estão disponíveis no site oficial da Mostra SP de Fotografia.

Senhoras de Biquíni / Simone Marinho
Senhoras de Biquíni / Simone Marinho

Entre os destaques estão os trabalhos de Simone Marinho com suas Senhoras de Biquíni, orgulhosas em seus corpos na praia. É uma série original e que retrata uma alegria e uma leveza que pouco vemos em fotos de mulheres de biquínis. Fotógrafa independente, ela foca seu trabalho de foto e pesquisa em temáticas relacionadas às mulheres e é uma das fundadoras do movimento Fotógrafas Brasileiras.

Onde: A Bela do Dia (rua Mourato Coelho, 1.003)

Copacabana Palace, um squatter complex, onde vivem mais de 300 famílias / Peter Bauza
Copacabana Palace, um squatter complex, onde vivem mais de 300 famílias / Peter Bauza

O alemão Peter Bauza mostra seu ensaio “Copacabana Palace”, premiado no World Press Photo 2017, em que aborda a questão de moradia e falta de infra-estrutura, num empreendimento (ao qual ele chama de “squatter complex”), onde moram cerca de 300 famílias no Rio de Janeiro. As fotos são impressionantes e mostram com verdade um dos absurdos do Rio – e por que não do Brasil.

Onde: Galerize Fine Arts (rua Girassol, 326)

Balneário Alegria / Tiago Coelho
Balneário Alegria / Tiago Coelho

Também vale olhar o trabalho de Tiago Coelho, “Balneário Alegria”, desenvolvido para World Press Photo Masterclass em colaboração com a Fundación Pedro Meyer. A pequena cidade de Guaíba, no sul do Brasil, encontra-se as margens do lago de mesmo nome e possui 100.000 habitantes. Um aspecto sui generis chama a atenção do lugar: uma grande fábrica de cellulose, a única no mundo situada dentro de uma cidade. Em quase todos os pontos desse lugar, é possível ver o gigante de ferro e concreto, e suas chaminés.

Onde: Vivei.ro (rua Gonçalo Afonso, 64)

Fátima / Isabella Lanave
Fátima / Isabella Lanave

Isabella Lanave participa com “Fátima”, em que a fotografia virou a motivação para criar novas maneiras de se relacionar com a mãe bipolar. “Tudo começou com um impulso de tentar entender minha mãe. Um dia ela chora, no outro ela quer se matar, no outro tá tudo bem e no outro dia ela quer viajar. A fotografia me aproximou da minha mãe e de sua doença”, diz. O ensaio já foi mencionado pela revista Time e publicado na edição anual de fotografia da Vice. As fotos estarão expostas na loja de Fernanda Yamamoto.

Onde: Fernanda Yamamoto (rua Aspicuelta, 441)

Veja também:

Retratos para Yayá, de Irmina Walczak e Sávio Freire
Retratos para Yayá, de Irmina Walczak e Sávio Freire

Retratos para Yayá, do casal Irmina Walczak e Sávio Freire com um manifesto visual por uma infância livre.

Onde: RUAA (rua Mourato Coelho, 1.168)

Metamorfose, de Bárbara Cunha, que acompanha uma menina trans desde a primeira infância

Onde: Pilates Vila Madá (rua Medeiros de Albuquerque, 343)

Delírios de percorrer imensidões do lado de dentro, de Tuane Eggers, que usa a fotografia analógica para documentar o jardim de sua casa em uma série bem íntima e poética

Onde: Flavia Aranha (rua Aspicuelta, 224)

Demarcar Fronteiras, de Christian Braga, com fotografia ativista pela demarcação de terras indígenas

Onde: Uma (rua Girassol, 273)

 


Relacionados


Veja Também