21.08.2017 / Cultura / por

No Japão, Yayoi Kusama ganha museu dedicado à sua vida e obra

Yayoi Kusama / Reprodução
Yayoi Kusama / Reprodução

Em breve, uma das artistas japonesas mais proeminentes de sua geração inaugurará um museu inteiramente dedicado à sua obra. Trata-se de Yayoi Kusama, cujas criações terão um lugar para chamar de seu a partir de outubro (01.10), no bairro Shinjuku, em Tóquio, Japão.

O edifício branco de cinco andares com amplas janelas foi construído em 2014, a cargo da empresa de arquitetura Kume Sekkei. Desde então, residentes que passavam pelo local e viam algumas obras de Kusama pelas janelas, perguntavam-se qual seria a finalidade do prédio. Até que, finalmente, a imprensa japonesa desvendou o mistério neste mês, confirmando que o espaço será o Yayoi Kusama Museum. Segundo a representante da artista, ela mesma quis manter o suspense em torno do local para a surpresa dos fãs.

©Reprodução
©Reprodução

Sob o comando de Tensei Tatebata, presidente da Tama Art University e diretor do Museu de Arte Moderna de Saitama, no Japão, a instituição pretende hospedar duas exposições rotativas anualmente. No piso térreo, haverá a loja do museu; o segundo e terceiro andares serão dedicados às pinturas, esculturas e outras obras da artista; já o quarto andar abrigará os seus Infinity Rooms, com espelhos e esculturas pintadas com as icônicas bolinhas que as tornou famosa, além de outras obras igualmente populares (leia-se instagramáveis); enquanto no quinto andar, onde também há uma parte externa, estarão numa sala de leitura os arquivos e documentos sobre a vida e obra da artista, tão conhecida por sua mente obcecada e instável.

Em cartaz até fevereiro (25.02) do próximo ano, Creation is a Solitary Pursuit, Love is What Brings You Closer to Art (A Criação é uma Busca Solitária, o Amor é o que te Leva Mais Perto da Arte, em tradução livre) é a mostra que dá boas vindas ao museu, voltada para a série de pinturas mais recente da artista, My Eternal Soul (Minha Alma Eterna), com desenhos de olhos, rostos e formas orgânicas em cores vivas – dessas que integram sua predileção criativa.

Aqui no Brasil, já vimos uma exposição dedicada à artista no Tomie Ohtake e também há um espaço dela em Inhotim. Kusama também já assinou uma linha de acessórios com a Louis Vuitton em 2012.


Relacionados


Veja Também