01.12.2015 / Viagem / por

Em Londres: Damon Albarn assina direção musical do espetáculo wonder.land

Uma das imagens computadorizadas do gato
Uma das imagens computadorizadas do gato

Direto de Londres

Uma das estreias recentes em Londres – e que está dando o que falar – é o novo projeto de Damon Albarn, vocalista do Blur: o musical wonder.land, inspirado na pequena heroína de Lewis Carroll.

Albarn faz a direção musical e assina as músicas do show, além de funcionar como o grande nome por trás do projeto, atraindo atenção da mídia e do público – o musical ganhou reviews em todos os veículos importantes e já está difícil achar um bom ingresso.

A Alice aqui é Aly, uma menina negra, uma adolescente nos dias de hoje, que acha um refúgio no mundo virtual para escapar dos seus medos e problemas em casa e na escola. Ela não se dá bem com a mãe, seu pai foi embora e é na internet que ela cria um avatar na forma de uma princesa loira (a Alice) e, através dela, entra numa psicodelia digital, o País das Maravilhas, onde encontra com os animais e seres absurdos que já conhecemos da história.

Assim, Aly se move entre o real e o virtual, entre a cidade e a fantasia, atrás de uma resposta para a pergunta: “quem sou eu?”. Mas outra questão que o espetáculo coloca em cena é o quanto a internet pode funcionar como um escape para os nossos problemas e quando ela é simplesmente um vício.

E claro, como um evento que atrai não apenas as adolescentes, mas os fãs de Damon Albarn desde os primórdios do Blur, o visual é outra experiência, com os figurinos de Katrina Lindsay, designer premiada que já criou para diversas peças e espetáculos na Broadway, mais os vídeos e projeções super vivos, as animações e efeitos criados por computador. É a receita de wonder.land, pura fantasia digital, e com momentos malucos e nonsense.

E para quem não gosta de musicais, é um alívio saber que ele tem músicas de Albarn. Alguns críticos disseram que o que ele faz aqui não chega perto de seus tempos com o Blur, mas considerando-se a diferença entre os dois trabalhos e suas propostas, conseguimos reconhecer Damon em Alice. A estreia do espetáculo também marca os 150 anos da história original.

wonder.land é dirigido por Rufus Norris, diretor do National Theatre, onde a peça está em cartaz em Londres até março. O projeto é uma parceria entre os três lugares que recebem wonder.land: além do NT, o Festival Internacional de Manchester, onde estreou em julho, e o Théatrhe du Châtelet, em Paris, para onde vai em junho de 2016.

Essa não é a primeira vez que Albarn trabalha com espetáculos. Em 2007 ele participou da ópera “Monkey: Journey to the West” e, em 2011, junto com Norris, produziu “Dr Dree”, sobre o astrólogo e alquimista do século 16 John Dee.

Se estiver com viagem marcada para Londres ou Paris, vale comprar com antecedência pois os ingressos estão se esgotando rapidamente.

Londres: compre seu ingresso aqui

Paris: compre seu ingresso aqui


Relacionados


Veja Também