13.03.2017 / por

Exclusiva da Prada, modelo brasileira Mia Brammer estreia no SPFW

mia-brammer

Por Isabella de Almeida Prado

Há seis meses, Mia Brammer não imaginava que participaria de um desfile da Prada. Nascida em Joinville, a jovem de longos cabelos loiros e voz doce começou sua carreira aos 17 anos. Apesar de já flertar com a ideia de ser modelo, Mia decidiu no ano passado procurar uma agência. Em parceria com o personal manager Leonardo Gomes, a agência Gas Models, que representa atualmente a modelo, enviou polaroids e vídeos para os diretores de casting da Prada. O contato deu tão certo que, em janeiro deste ano, Mia embarcou com a mãe para Milão, onde participou do desfile da coleção masculina de Inverno 2017 da grife italiana — e no mesmo dia comemorou o seu aniversário de 18 anos, com a equipe da marca no backstage. Após dois meses, a modelo também foi escalada para o casting da apresentação da coleção feminina, que aconteceu em março. Além da dobradinha, Mia assinou um contrato global com a Prada. Hoje pela manhã, ela fez sua estreia nas passarelas nacionais, abrindo o desfile da Animale, o único que fará na temporada. Para ficar de olho!

Confira abaixo um bate-papo com a jovem modelo Mia Brammer.

animale_spfw_n43_0001-1
Mia no desfile da Animale, que abriu o primeiro dia do SPFWN43 © Agência Fotosite

Como começou a sua carreira?

Desde criança, as pessoas diziam que eu tinha porte de modelo por ser muito alta.  Já fui em agência quando era criança, mas era muito tímida. Ano passado, pensei que queria fazer dinheiro. Mandei umas fotos para a minha agência-mãe de Santa Catarina, a Gas Models, e eles gostaram e investiram em mim. Tenho bastante força de vontade, eles sempre falam isso para mim. Foi tudo muito rápido. Quatro meses depois de começar a modelar, eu já estava embarcando para Milão para participar do casting da Prada. Chegando lá, eles me amaram. Já assinei contrato exclusivo global com eles. O primeiro show foi no dia do meu aniversário, no dia 15 de janeiro. Foi um baita presentão.

O desfile da Prada, na última temporada de moda masculina, foi o seu primeiro trabalho. Como foi esse contato com a marca?

mia-brammer-prada
A modelo nos desfiles de Inverno 2017 da Prada, nas coleções feminina e masculina, respectivamente © Agência Fotosite

Os meus agentes passaram polaroides para algumas marcas. Eles acabaram gostando de mim e fui para a Itália para conhece-los pessoalmente.

O que achou da experiência?

Foi uma experiência incrível, maravilhosa. Eles tratam as modelos superbem, são ótimas pessoas. Foi incrível desfilar para a Prada como modelo exclusiva. Se me perguntassem o que aconteceria na minha vida há seis meses, eu não diria que é o que estou fazendo agora.

A Prada liberou hoje de manhã a sua participação no desfile da Animale, que abriu o SPFW. Como foi a sua estreia na semana de moda aqui no Brasil?

Sim. Eu já estava em São Paulo, porque fiz na semana passada a campanha da Amsterdam Sauer. Estava esperado uma resposta da Prada, para saber se eu poderia fazer o desfile, já que tenho esse contrato global. Eles responderam só hoje de manhã, às 6h, que eu poderia fazer o desfile. Eu adorei. Amei o meu look e o cabelo que eles fizeram. Foi muito legal abrir o primeiro desfile do SPFW no meu país. Eu amo meu trabalho. Todo dia conheço pessoas e coisas diferentes, é maravilhoso.

 


Relacionados


Veja Também