17.11.2017 / Beleza / por

Hemp beauty: Conheça cinco marcas de beleza que usam cânhamo como principal componente

cannabis

A marca Cap Beauty lançou seu novo suplemento alimentar de beleza e teve como press kit um brownie de maconha. A sobremesa – não psicoativa – foi feita com seu novo produto, The Daily Hit, um suplemento a base de óleo feito com CBD – o canabidiol, substância encontrada na Cannabis Sativa, popularmente conhecida como “planta da maconha”. O produto esgotou apenas dois dias após seu lançamento. Ao contrário de outras substâncias canabinoides (como o tetrahydrocannabinol, o THC, que é psicoativo), esta é legalizada em todos os estados americanos e pode ser vendida online.

Daily Hit, da marca Cap Beauty / Reprodução
Daily Hit, da marca Cap Beauty / Reprodução

Com o crescente uso medicinal da maconha de forma legalizada nos EUA, muitas marcas têm apostado cada vez mais em experimentar seus benefícios. O CBD, que tem mostrado em estudos pré-clínicos suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, pode ser visto como a próxima tendência em novos produtos para a hidratação da pele e alívio de inflamações, como bolsas ao redor dos olhos.

Produtos da linha Hemp, da The Bodyshop / Reprodução
Produtos da linha Hemp, da The Bodyshop / Reprodução

Substâncias como o CBD e THC também pode ser usada no tratamento de doenças dermatológicas, como a acne ou a psíoriasis, como já é feito pela One Cannabis World, em Tel-Aviv,  Israel – um dos países pioneiros na pesquisa sobre o uso farmacêutico da Cannabis.

A pesquisa sobre o uso clínico da Cannabis ainda está em estágio pré-clínico e impede que marcas mainstream – as encontradas em lojas como a Sephora, por exemplo – incorporem a substância em seus produtos. “É tecnicamente legal agora, mas as empresas de cosméticos não querem investir milhares de dólares em um produto que mais tarde poderá ser retirado das prateleiras”, diz a dermatologista nova-iorquina Sejal Shah, em entrevista ao site Quartzy.

Vela de Cannabis da Malin + Goetz / Reprodução
Vela de Cannabis da Malin + Goetz / Reprodução

Porém, já é comum encontrar o uso do óleo proveniente de suas sementes prensadas, como na Hemp Collection da Body Shop ou em fragrâncias sintéticas de velas, cremes e perfumes da descolada Malin + Goetz. A Cannabis Candle é um dos produtos mais vendidos e ainda traz notas frescas de limão e laranja.

Vale também destacar a marca Vertly, lançada em agosto, que vende balms orgânicos à base de extrato de CBD. “Este composto maravilhoso, cujos efeitos foram demonstrado em estudos, tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, analgésicas, antidepressivas e anti-ansiedade”, diz um informativo no site. A maior parte dos produtos contém óleo de semente de hemp, conhecido como um hidratante poderoso e rico em antioxidantes, o que ajuda a retardar o processo de envelhecimento da pele.

Os lipbalms da Vertly / Reprodução
Os lipbalms da Vertly / Reprodução

“Nossos bálsamos infundidos de cânhamo contêm CBD, uma molécula de canabinóide vegetal que é cheia de vitaminas, ômegas e ácidos graxos essenciais. O uso do CBD aumenta o sistema imunológico e ajuda a controlar os níveis de ansiedade”, diz Claudia Mata, ex- editora de moda que fundou a revista com seu marido Zander na Califórnia. Claudia caracteriza sua marca como “produtos de bem estar com instinto de produto de beleza”.

Earthly Body
O leave in da Earthly Body / Reprodução

E tem a Earthly Body, com uma vasta gama de produtos à base de cânhamo. Entre os destaques, a linha para cabelos, com shampoo, condicionador, leave-in e elixir. Outra linha forte na marca é a Miracle Oil, que é uma mistura de óleos 100% naturais de semente de cânhamo, tea tree e vitamina E, bons para acalmar a pele pós sol ou depilação ou hidratação intensa.


Relacionadas


Veja Também