14.12.2017 / Cultura pop / por

Fotógrafa Vivi Bacco registra Jose Xtravaganza, um dos ícones do voguing, pelas ruas de NY

Jose Xtravaganza fotografado por Vivi Bacco
Jose Xtravaganza fotografado por Vivi Bacco

Em uma viagem à Nova York, a fotógrafa Vivi Bacco acabou caindo em uma apresentação de voguing com as “famílias” mais clássicas da dança, como a Xtravaganza, LaBeija e Ninja.

Para quem não é familiar, o vogue é um estilo de dança que surgiu nos anos 80 como um reflexo da cultura de baile de Nova York nas comunidades negra, latina e gay e ganhou fama mainstream quando Madonna lançou a música Vogue e o clipe em que ela e dançarinos fazem movimentos da dança (mais pra frente, muitas outras estrelas pop também se inspiraram na dança, como Rihanna, Beyoncé e Azaelia Banks). No mesmo período também foi lançado o documentário Paris is Burning, um dos ícones da cultura vogue e vencedor do Grande Prêmio do Juri no festival Sundance em 1991.

Vivi saiu para fumar na calçada e foi abordada por um dos dançarinos que a ouviu falando em português – ele estava prestes a vir para o Brasil. Esse rapaz era Jose Xtravaganza (dançarino da Madonna que coreografou e protagonizou o clipe Vogue). “Bom, começamos a conversar,  eu falei que ficaria mais uma semana por lá, então trocamos contato e nos vimos mais umas três vezes. Aí eu propus de fotografá-lo voguing pelo Brooklyn”, conta Vivi.

Desses encontros saíram o vídeo e as fotos que você vê aqui.

Brooklyn – Voguing Day with Jose Xtravaganza by Vivi Bacco from Vivi Bacco on Vimeo.

A ideia era juntar o material fotografado em NY com uma série nova de fotos que fariam no Brasil e armar uma exposição juntando a turma do vogue e a do passinho. Jose veio para a Bienal de Dança em Campinas e ficou por pouco tempo por aqui.  “Também queríamos fotografar pelo Rio, mas não rolou, foi uma semana corrida e curta e ele só ficou em Campinas. Quem sabe um dia…”.

O vogue ainda é um estilo praticado e em constante evolução. A maior parte dos fundadores das famílias morreu, mas seu legado foi passado para as gerações mais novas que mantém o voguing vivo e instigante. Ainda não viu Paris is Burning? Corre então pro Netflix.

Abaixo, o registro dos encontros entre Vivi e Jose:

205a7943

205a8332

205a8048

205a8173

205a8299


Relacionadas


Veja Também