03.05.2017 / Moda / por

5 estilistas e empreendedores dividem conselhos dedicados a quem está começando na moda

estilistas-business

Para começar um negócio de moda é preciso tempo, talento, planejamento e trabalho duro. Por isso, pedimos algumas dicas valiosas a estilistas e empresários que alcançaram sucesso com suas marcas (de diversas formas e não somente vendendo roupa) para ajudar estudantes e empreendedores aspirantes. Alexandre Herchcovitch, Roberto Davidowicz, Adriana Bozon, Rafael Varandas e Ronaldo Fraga dividem com o FFW conselhos dedicados àqueles que planejam abrir uma marca de moda.

Alexandre Herchcovitch, estilista da À La Garçonne

Alexandre Herchcovitch ©Ze Takahashi/Cortesia
Alexandre Herchcovitch ©Ze Takahashi/Cortesia

“Realizar-se profissionalmente em moda não necessariamente significa abrir a própria marca. Primeiro, trabalhe em outra marca para ver se é isso mesmo que deseja fazer. Caso seja esse o seu desejo, preste atenção na concorrência para não fazer mais do mesmo – e fazê-lo mal feito, pode ter gente fazendo o que você quer fazer bem melhor. Tente seguir um caminho autoral tendo como base sua própria história, vivência e vontades. Sem insistir na sua própria visão será difícil vencer e ter uma marca longeva. O sucesso comercial vem com o tempo, caso a identidade da marca seja fortalecida a cada coleção, em cada produto. O público certo virá e dará sustentação ao negócio. Não adianta ter pressa e ansiedade”.

Roberto Davidowicz, sócio da Uma e presidente da ABEST – Associação Brasileira de Estilistas

Roberto Davidowicz ©Agência Fotosite
Roberto Davidowicz ©Agência Fotosite

“O mais importante é ter foco no nicho que pretende entrar. Para isso, estude antes o público que gostaria de atingir, entenda suas características e necessidades para assim poder fazer a diferença. A qualidade é fundamental e deve sempre ser levada em consideração. E ao abrir uma empresa/marca, aposte em uma estrutura enxuta, sem excessos. Custos fixos muito altos pesam bastante na balança e fazem toda a diferença.”

Adriana Bozon, diretora criativa da Ellus

Adriana Bozon ©Cortesia
Adriana Bozon ©Cortesia

“Antes de qualquer coisa, é importante conhecer muito bem o que é o seu negócio e levar isso a sério, mantendo o foco em todas as decisões. Vale lembrar que moda é um business e todo negócio precisa de estrutura e regras para dar certo. Avalie bem o mercado, os concorrentes e dedique-se muito – ter amor pelo que faz também é muito importante.”

Rafael Varandas, diretor criativo e proprietário da Cotton Project

Rafael Varandas ©Cortesia
Rafael Varandas ©Cortesia

“Para mim, o primeiro passo é você entender a personalidade do seu negócio: quais os seus pontos fortes e fracos. Para quem está começando, muitas vezes sozinho ou com uma equipe pequena, é muito difícil ter excelência em todas os departamentos de um negócio de moda, por isso, é importante saber os pontos que vão te destacar em relação aos demais (e os pontos que podem te derrubar). Hoje o negócio está tão desconstruído e as formas de ganhar dinheiro tão longe do óbvio que não existem mais regras. Isso pode ser ótimo para novas possibilidades, mas também extremamente confuso para que está começando, por isso, nunca esqueça quem você é e siga em frente.”

Ronaldo Fraga

Ronaldo Fraga ©Agência Fotosite
Ronaldo Fraga ©Agência Fotosite

“Busque ter um olhar difuso com a moda, ou seja, ponha a moda para estabelecer diálogo com todas as frentes do seu tempo. Não a aprisione em roupas.”


Relacionadas


Veja Também