24.04.2018 / Moda / por

Fabiana Milazzo ressignifica o bordado

Backstage Fabiana Milazzo (AGÊNCIA FOTOSITE)
Backstage Fabiana Milazzo (AGÊNCIA FOTOSITE)

Foi em uma viagem ao Peru que a estilista de Uberlândia, Fabiana Milazzo teve a ideia central do seu desfile. Porém, é em sua cidade natal que a empresária transforma a economia local, reciclando materiais e capacitando bordadeiras para entrar no mercado de trabalho.

Saiba tudo que rolou no desfile de verão 2018/19 da estilista no SPFW N45:

1. A mineira Fabiana Milazzo teve a ideia principal para o seu desfile em uma viagem ao Peru, onde conheceu um povoado que vivia de bordado e renda, sem energia elétrica, porém, com uso de cores e formas vibrante e longe de estereótipos.
2. Ao se apaixonar por um tapete que estava à venda e perceber que estava ao contrário, Fabiana percebeu a beleza do bordado visto de dentro para fora, e foi assim que pensou a sua coleção.
3. Além dos bordados ao contrário, Fabiana trabalhou com tecidos sustentáveis em todas as peças.
4. Um do destaques foi o tecido feito inteiramente com sobras de material, acoplados com método especial criado no próprio atelier da estilista.
5. Ao final do desfile, tecidos com textura aquosa foram criados e apresentados em tons pastel – tendência do momento -, em formatos futuristas e com clima de verão.
6. As camisetas com bordados handmade são parte do projeto ‘Mulheres de Renda’, ONG fundada pela estilista para ensinar a arte do bordado a mulheres da região de Uberlândia, gerando novas oportunidades de trabalho. “Temos a finalidade de colocar em prática três propósitos especiais que são: não poluir, não desperdiçar e gerar empregos”.


Relacionadas


Veja Também