17.05.2018 / Moda / por

Fique de olho: o FFW explica quem é Matthew Williams, nome por trás da marca Alyx

belt-alyx-5_alyx_belts-scarves-gloves_storm_4

*Update: dias após a publicação dessa matéria o designer divulgou a mudança de nome de sua marca que passa a se chamar 1017 ALYX 9SM. Em comunicado oficial Matthew diz que “o novo nome é simbólico, desde sempre ele se referirá a Alyx. O propósito de tamanha mudança é explorar como os marcas transmitem valores, como identidades únicas são formadas e como alcançar a longevidade.”

A Nike divulgou ontem o lançamento de sua primeira grande colaboração no segmento de performance e training. Matthew M. Williams, da marca Alyx, foi o escolhido pela gigante esportiva em uma tentativa de tornar a categoria de desempenho mais elegante e culturalmente relevante. Até o nome da linha é enjoado – Nike x MMW Training Series 001 Summer 2018.

A coleção que chega em julho às lojas, tem 18 peças, entre feminino e masculino, com camisetas, tops, toalhas e meias com as letras MMW (as iniciais de seu nome e que também lembram MMM – Maison Martin Margiela, um dos estilistas preferidos de Williams).

Os fatos que levaram Matthew até aqui são interessantes de se observar e só reforçam uma mudança de padrão dentro da indústria da moda.

A Alyx tem três anos de vida (começou em 2015). Desses três, Matthew passou 1 ano e meio trabalhando na linha com a Nike. Ou seja, em apenas um ano e meio, sua marca estava pronta o suficiente em termos de conceito e produto para que uma empresa gigante e de referência se sentisse segura em contrata-lo para sua maior empreitada do ano (no segmento training).

Campanha da Nike x MMW fotografada por Nick Knight / Reprodução
Campanha da Nike x MMW fotografada por Nick Knight / Reprodução

Com um ano de idade, a grife foi finalista do prêmio LVMH, recebendo elogios de nomes como Marc Jacobs e Karl Lagerfeld. Bella Hadid, ASAP Rocky e Young Thug eram vistos usando suas peças e as multimarcas mais exclusivas do mundo faziam fila para vende-la. E isso sem ser conhecido, sem ter desfilado, sem ter uma campanha para promover.

Assim como Virgil Abloh, Matthew Williams surgiu da fábrica de talentos de Kanye West.

Sua história mostra bem o caminho que o trouxe até aqui e ele é qualquer coisa menos planejado. Matthew nasceu em Chicago e foi criado na Califórnia, onde estudou arte – por apenas um semestre. Lá, conheceu sua esposa Jennifer, que hoje supervisiona as vendas da marca. Os dois começaram a namorar quando tinham 20 e poucos anos por causa de um amor em comum por Dries Van Noten. Ele tentou entrar na Parsons, em Nova York, mas foi recusado (assim como Virgil, não tem educação formal em moda); mesmo assim, foram juntos foram morar em Nova York. Chegando lá, Williams entrou de cabeça na noite, se separou de Jennifer e começou a namorar Lady Gaga, para quem começou a trabalhar como diretor de arte nos vídeos, shows e figurinos. Foi assim conheceu Nick Knight – fotógrafo que hoje faz todas as suas campanhas e look books e assina a campanha com a Nike – e Kanye West.

O namoro com Gaga terminou e ele foi trabalhar exclusivamente com West como diretor de arte das turnês e capas de álbum. “Dessa experiência eu aprendi muito. Ele trabalha sem parar, mas com tanta confiança. Kanye me deu a força para que eu realmente acreditasse em mim para transformar as coisas que eu desejava em realidade”, diz em entrevista ao New York Times. Nessa época, ele e Jennifer também reataram e se casaram.

Após quase oito anos na estrada com West, com uma filha recém nascida em casa, ele decidiu que havia chegado a hora de ter uma marca própria. Nasceu então a Alyx, nome de sua primeira filha com Jennifer – eles também são pais da pequena Valetta e Matthew tem Cairo, filho de outro relacionamento.

 

Walking Alyx to School 🖤

A post shared by Matthew M Williams (@matthewmwilliams) on

A família hoje vive em Ferrara, na Itália, local onde está a fábrica que produz as coleções da Alyx e o parceiro de Matthew nos negócios, o distribuidor de streetwear Luca Benini (que levou marcas como a Stussy para Itália). “Ele não é formado em moda, mas tem esse feeling de um diretor de arte e muitas referências em arte, música e história da moda”, diz Benini.

O estilo de sua marca é uma mistura de sentimentos que ecoam da cultura de rua, da sua juventude na Califórnia e de outras sub culturas globais, misturados ao militar, gótico e utilitarismo. E assim como Virgil e Kanye, ele é apaixonado por Margiela, Raf Simons, Rick Owens, Rei Kawakubo, Helmut Lang, Slimane e Yohji Yamamoto.

Look da marca Alyx / Reprodução
Look da marca Alyx / Reprodução

A Alyx cresce em etapas e no boca a boca – o masculino foi incluído no meio do ano passado e os aficionados por streetwear espalham as novidades. A parceria com a Nike coloca a marca em outro patamar. Para criar a coleção, Matthew pensou em um “uniforme do futuro para treinos” em que analisou dados sobre zonas de movimento, calor e suor. “O que o design computacional e os dados de computador podem oferecer é realmente o futuro do design. Permite-nos ver as coisas ou leva-las mais longe do que poderíamos de outra forma. Isso ajuda a criar uma perspectiva diferente do que podemos construir por aí”, contou ao BoF.


Relacionadas


Veja Também