14.12.2017 / Moda / por

Motoristas de táxi estreiam a nova campanha da Helmut Lang

1228124

A Helmut Lang não foi mais a mesma após a saída de Lang e a perda de identidade, uma vez criada pelo estilista austríaco, gradativamente foi se esvaecendo com a entrada de novos diretores criativos. No entanto, a retomada do DNA da marca parece estar finalmente dando as caras com a reinserção de seus valores originais — seja, por exemplo, pelo desfile de Verão 2018 ou pela mais nova coleção-cápsula, Helmut Lang Taxi Project.

A grife, comandada por Isabella Burley, tem se mostrado cada vez mais certeira em relação à sua tarefa original de reviver o legado de Lang por meio das novas coleções, uma vez que as atuais transformações voltam a gerar frisson em quem já sentia saudades da marca.

Assim como no Verão 2018, proposto por Shayne Oliver, a coleção da vez também se propõe a relembrar os antigos feitos, como há quase 20 anos, em 1998, quando Lang ficou conhecido como o primeiro estilista a ter sua marca divulgada por meio de anúncios nos letreiros dos táxis icônicos de Nova York.

Seguindo essa ideia, a recente coleção Taxi produziu camisas e moletons inspirados em imagens originais de Iain R. Webb dos táxis que circulavam pelas ruas da época. Registros que, agora, estampam as costas de uma camisa do projeto, além dos moletons com fotos clicadas pelo fotógrafo Alex Leen, que mostram três taxistas reunidos diante de seus carros usando as peças da nova coleção.

Helmut Lang Taxi Project promete ainda reviver o fim dos anos 90 com a circulação de 275 táxis pela cidade com os anúncios da marca em seus letreiros, ressoantes dos tempos de Lang em seu antigo cargo.

Os itens da coleção encontram-se disponíveis no site da grife.


Relacionadas


Veja Também