11.07.2017 / Moda / por

Nova era: veja a nova campanha da Givenchy, a primeira sob comando criativo de Clare Waight Keller

campanha-givenchy-abre

Já podemos ter uma pequena noção de o que esperar da estreia de Clare Waight Keller na direção criativa da Givenchy – a britânica assumiu a maison em março último, após a saída de Riccardo Tisci. É que a grife fundada por Hubert acaba de divulgar, via Instagram, a nova e primeiríssima campanha sob o olhar criativo de Clare, intitulada Transformation Seduction, com fotos assinadas por Steven Meisel.

Pensando nos seis anos em que Keller passou à frente da Chloé, à princípio pode-se esperar algo romântico, fluido e feminino; às vezes com vibe solar e pegada boho. Mas, à frente da Givenchy, parece que não. Aqui, o clima é outro: sombrio, porém leve e furtivamente sexy.

 

TRANSFORMATION SEDUCTION, @ClareWaightKeller’s first #Givenchy campaign, shot by #StevenMeisel #TransformationSeduction

Uma publicação compartilhada por GIVENCHY (@givenchyofficial) em

Ao todo, foram divulgados quatro retratos em preto e branco, estrelados por dois homens e duas mulheres, todos new faces: primeiro, Saffron Vadhe e Elias Bouremah; depois, Meghan Roche e Kolton Bowen.

Os modelos posam numa sala com sofás ao redor. Elas usam blusa transparente de renda preta; eles estão sem camisa (Elias está com uma calça preta de alfaiataria), usando apenas acessórios, como anel e colar. Todos posam com um gato, em referência às estampas felinas de uma coleção de 1953, assinada pelo próprio Hubert. “Adoro a ideia de uma mulher com um ar felino”, disse Keller. Na campanha, os gatos também usam colares, cujos modelos estarão à venda sob encomenda.

 

TRANSFORMATION SEDUCTION, @ClareWaightKeller’s first #Givenchy campaign, shot by #StevenMeisel #TransformationSeduction

Uma publicação compartilhada por GIVENCHY (@givenchyofficial) em

“Eu amo a simplicidade desses retratos e a franqueza envolvente do olhar dos modelos. Evoca a qualidade poderosa, ousada e muito gráfica que Hubert deu a tudo que ele criou”, divide Keller sobre a campanha. “Uma pessoa pode parecer um pouco reservada, mas tem esse olhar sereno e direto. Eles são sedutores – você quer conhecê-los, saber mais sobre eles. Eu quis brincar um pouco com isso, com essa atitude e expressão modernas, porque acho que é uma metáfora bem adequada à atual evolução da Givenchy”.

A escolha por colocar homens e mulheres na mesma campanha tem a ver com o novo momento da marca, cujas vendas são divididas em 50% entre as coleções femininas e masculinas. Keller também assumiu a linha masculina e couture e o resultado poderá ser visto no próximo desfile da marca, que acontece no dia 1º de outubro, durante a semana de moda de Paris. A Givenchy, sob o comando criativo de Keller, será a primeira grife do guarda-chuva da LVMH que unificará, na passarela, as coleções femininas e masculinas, indo no mesmo caminho de grifes como Gucci e Burberry.

 

TRANSFORMATION SEDUCTION, @ClareWaightKeller’s first #Givenchy campaign, shot by #StevenMeisel #TransformationSeduction

Uma publicação compartilhada por GIVENCHY (@givenchyofficial) em

Segundo Vanessa Friedman, do The New York Times, a primeira mulher a assumir a direção da casa trabalhará a questão dos gêneros em uma coleção cuja estética é única, porém expressada de forma complementar, gerando um resultado que não é andrógino, mas sinérgico. “Para mim, a Givenchy é um mundo onde mulheres e homens são fortes, estoicos e misteriosos. Eles têm o próprio poder e o compartilham igualmente”. Estamos de olho!

 

TRANSFORMATION SEDUCTION, @ClareWaightKeller’s first #Givenchy campaign, shot by #StevenMeisel #TransformationSeduction

Uma publicação compartilhada por GIVENCHY (@givenchyofficial) em


Relacionadas


Veja Também