09.11.2017 / Moda / por

Telfar Clemens: quem é o designer que levou o 1º lugar do prêmio CFDA/Vogue Fashion Fund

Steven Kolb, Anna Wintour, Telfar Clemens e Diane von Furstenberg / Reprodução
Steven Kolb, Anna Wintour, Telfar Clemens e Diane von Furstenberg / Reprodução

Uma marca do Queens, em Nova York, venceu o principal prêmio do CFDA/Vogue Fashion Fund deste ano. O liberiano-americano Telfar Clemens, da Telfar, levou pra casa o prêmio de US$ 400 mil, o maior sinal de aprovação que ele teve em 12 anos de trabalho e dedicação. Os outros dois finalistas são Ahlem Manai-Platt, da marca Ahlem e Becca McCharen-Tran, da Chromat.

“Diversidade é muito importante. Este ano, eu tenho orgulho de dizer que o grupo de finalistas é o mais diverso entre todas as edições desde que começamos há 14 anos”, disse Diane von Furstenberg, presidente do CFDA, na entrega dos prêmios.

Telfar nasceu no Queens em 1985 e lançou sua marca unissex em 2005. Hoje, ela pode ser encontrada em multimarcas como Opening Ceremony. “Não é para você. É para todos”, diz um aviso no site. Ele cria roupas casuais e esportivas, muitas delas com recortes que mudam a forma das peças. Uma linda combinação de cores também é recorrente em seu trabalho. Telfar não tem uma educação de moda tradicional e começou a criar reconstruindo peças de roupas até começar a fazer suas peças para seu próprio guarda roupa. Em um mundo em que muitas pessoas não tem como pagar um bom ensino, ele é um sopro de esperança.

Look de Verão 18 / Reprodução
Look de Verão 18 / Reprodução

Uma de suas principais características e o que torna sua marca instigante é que ele traz novas ideias e formatos inesperados a suas apresentações, além de desfilar na semana de Nova York. Para o Verão 18, por exemplo, ele fez um almoço bem animado no rooftop de um hotel em Nova York. Em um lançamento de coleção, Telfar mostrou um vídeo caseiro filmado no corredor de um hotel, como se os modelos estivessem desfilando. Como locação de uma festa pós desfile, ele fechou uma loja do fast food White Castle em plena Times Square, convidando todo o staff pra dançar junto (veja o vídeo abaixo).

Pouco tempo antes, Clemens havia assinado uma parceria com a rede, fazendo uniformes unissex para todos os funcionários. A White Castle faz parte das memórias de Telfar – o estilista cresceu próximo à uma loja da rede e frequentava o local sempre na volta de baladas. Para o lançamento dos uniformes, o fotógrafo Jayson Keeling registrou funcionários usando os uniformes em casa, com sua família, no caminho para o trabalho e em outras situações cotidianas. “O design vem de um look de passarela. Nós pegamos um shape similar ao que usamos para fazer os uniformes da Bienal de Berlim. Eu amo a ideia de fazer a mesma coisa para arte e para um fast food. Na verdade, é sobre essa ideia que minha marca foi construída”, diz.

Em seu site, Telfar colocou a coleção cápsula com a White Castle à venda com 100% do lucro revertido para a fundação Robert F. Kennedy Human Rights Liberty and Justice, que arrecada fundos para pagar fiança para menores presos no complexo de prisão Rikers Island. A fiança é de US$ 900 e quem não pode pagar, fica preso aguardando julgamento, mesmo se inocente.

Em foto para a Vogue com Karlie Kloss / Reprodução
Em foto para a Vogue com Karlie Kloss / Reprodução

“Nós temos uma visão de moda que acho que ninguém mais está fazendo. Muita gente pega inspiração das ruas e há toda uma linguagem de apropriação – pegando algo barato e elevando-o. Nós não acreditamos em high e low. A forma como enxergo a moda é totalmente horizontal”.

Quando foi anunciado vencedor da noite, Telfar disse: “Sei que tem sido uma longa e dura jornada, mas isso é o que pioneiros fazem. E esse prêmio está voltando para o Queens”.


Relacionadas


Veja Também