05.12.2016 / Cultura / por

Florista artista Azuma Makoto, que colabora com Dries Van Noten e Fendi, vem ao Brasil para exposição

Azuma Makoto ©Shiinoki Shunsuke/Reprodução
Azuma Makoto ©Shiinoki Shunsuke/Reprodução

O artista-florista Azuma Makoto, que criou os blocos de flores congeladas no desfile de Dries Van Noten, está com viagem marcada ao Brasil para o início do ano que vem.

Makoto fará uma exposição na Japan House, projeto global (e incrível) do governo japonês, que escolheu São Paulo, Los Angeles e Londres para construir uma espécie de embaixada do Japão contemporâneo, combinando arte, tecnologia e negócios. O prédio na avenida Paulista tem projeto do arquiteto Kengo Kuma e inaugura em março de 2017. Ele deve fazer uma mostra antes do espaço ser inaugurado.

O trabalho de Azuma é uma fusão de arte, ciências e engenharia. Já são impressionantes as ideias que tem usando plantas e flores, o que falar então da execução. Para se ter uma ideia, no projeto Exbiotanica, ele mandou uma planta para o espaço partindo do deserto de Nevada e impulsionada por um balão. No site oficial, há um doc que mostra cenas da instalação sendo construída até o momento em que vai para a estratosfera. É muito bom e vale assistir (abaixo).


Outro projeto conhecido dele é o Iced Flowers, justamente o que Dries Van Noten usou em seu desfile de Verão 17. Ele observa as mudanças das flores que foram colocadas em cubos de gelo. As plantas mostram expressões únicas que não são visíveis aos nossos olhos no dia-a-dia, mas quando colocadas em ambientes diferentes, como o gelo, é possível notar.

Suspensas em prisões transparentes, as flores começam a mudar de forma enquanto o gelo se derrete, virando um espetáculo sempre em evolução.

Azuma nasceu em Fukuoka e foi para Tóquio em 1997 em busca de um sonho: tornar-se um astro da música. Enquanto isso não acontecia, foi trabalhar como comerciante no Ota Market, uma das principais feiras de flores do Japão. E foi esse trabalho que mudou seu caminho. Trabalhou como gerente em uma loja de flores até 2002, quando abriu a loja Jardins des Fleurs, em parceria com o fotógrafo Shiinoki Shunsuketo. E assim ele foi se envolvendo cada vez mais, explorando o design das flores que ele passou a chamar de escultura botânica.

Na moda, Azuma é conhecido dos estilistas. Já trabalhou com Dries em outros momentos e também desenvolveu projetos para Fendi, Colette, Hermès e Helmut Lang. O florista esteve no Brasil em 2012 para o lançamento da Perrier-Jouët Belle Epoque Florale Edition, acompanhada de uma exposição.

Veja abaixo algumas das instalações florais de Azuma Makoto:


Relacionados


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×