FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade

    FFW Sounds: MC Caverinha

    De ‘‘Só Não Pisa no Meu Boot’’ à Príncipe do Trap aos 16 anos.

    FFW Sounds: MC Caverinha

    De ‘‘Só Não Pisa no Meu Boot’’ à Príncipe do Trap aos 16 anos.

    POR Laura Budin

    Com quase três milhões de ouvintes mensais no Spotify e uma consagração na Forbes Under 30 de 2022 – com apenas 14 anos – Kauê de Queiroz Benevides Menezes, mais conhecido como MC Caverinha, é uma das revelações mais quentes do trap dos últimos anos. Autointitulado de ‘‘Príncipe do Trap’’, o artista de apenas 16 anos, é um dos nomes mais jovens da cena e movimenta a indústria da música brasileira com parcerias populares com nomes como Wiu, Baco Exu do Blues, Djonga, MC Ryan SP, Vulgo FK e Jovem Dex.

    Hoje, o FFW te conta por que o MC Caverinha merece sua atenção.

    Quem é?
    Artista da GR6 Explode e da Som Livre, o trapper de Mogi das Cruzes, na grande São Paulo estourou aos 11 anos com a faixa ‘‘Só Não Pisa no Meu Boot’’ e ‘‘Flash’’ que permitiram que, aos 12 anos, Kauê comprasse uma casa para sua família que tinha sido despejada quando ele tinha apenas nove. Atualmente coleciona 250 milhões de plays no Spotify e cerca de 400 milhões de acessos em seu canal no Youtube.

    Foto: Pedrita Junckes (@pedrita)

    Na família, o gene da música também correu até os irmãos Kayblack (ou Kaique Menezes), um dos maiores trappers do cenário nacional e inspiração para a carreira de Caverinha, e Real Bege, que iniciou a carreira ano passado. Inspirados no triste episódio da demolição de sua antiga casa, os irmãos também escreveram ‘‘Favelado Também Pode’’, cujo clipe entrou na lista dos mais assistidos no YouTube em 2019.

    Vale ouvir
    Com um flow inconfundível, Caverinha adentra uma nova fase com ‘‘Cartão Black’’ em parceria com seu irmão Kayblack e ‘‘Duvidosa’’ junto de Baco Exu do Blues e Vulgo FK. As duas músicas são exemplos do crescimento pessoal e musical do artista que agora exibe suas vivências em letras ainda mais bem construídas e maduras.

    Álbum para conhecer

    FOTO: PEDRITA JUNCKES (@PEDRITA)

    Até agora, MC Caverinha tinha conquistado o público e o cenário do trap apenas com singles. Seu primeiro álbum ‘‘Relatos’’ lançado em 14 de maio em uma audição contou com a presença de sua família e nomes da cena como Baco Exu do Blues, Jovem Dex, Veigh, CJota, The Boy e outros. No disco, o artista passeia por beats melódicos onde conta suas vivências e desilusões amorosas conquistando sub-gêneros como o reggaeton e o reggae nas faixas ‘‘Única’’ com Kayblack e ‘‘Eu Sou o Cara’’ em parceria com Wiu, respectivamente.

    “É um projeto que estava escrito nas estrelas. Trouxe todas as minhas ideias e uni com uma estética que é a minha cara para que as pessoas possam me conhecer melhor e entender a minha nova fase, agora na adolescência”, diz o artista, complementando: “As participações no disco são de artistas que admiro, consumo e com quem tenho parceria. Vi em ‘Relatos’ a oportunidade perfeita para unir as vozes com toda a minha bagagem musical”.

    Estilo
    Nesta nova fase, Caverinha também aproveitou para desenvolver mais o seu estilo pessoal e estética. Fã de streetwear, o artista confessou que a moda é um assunto que ele gosta e acompanha diariamente: “Não gosto apenas de seguir tendências, minha vibe é misturar tudo o que pode me empoderar em termos de autoestima como um jovem preto”, justifica o rapper.

    Foto: Pedrita Junckes (@pedrita)

    Não deixe de ver
    FFW Sounds: WIU, o multiartista do trap
    Da periferia para a periferia: O fenômeno do funk paulista
    KATY PERRY USA MARCA BRASILEIRA EM TAPETE VERMELHO 
    FFW Sounds: Normani
    FFW Sounds: Jup do Bairro
    Pabllo Vittar fala sobre processo criativo, sua coleção com adidas e amizade com Madonna
    FFW Sounds: Melly
    Tudo sobre o musical Emilia Perez com Selena Gomez
    FFW