30.05.2019 / Arte / por

Em nova individual, João Loureiro questiona superficialidade e o consumo fácil

João Loureiro / Cortesia
João Loureiro / Cortesia

O artista João Loureiro (ex-Vermelho) ganha sua primeira exposição solo na Sé Galeria. O artista também será apresentado na feira Liste, em Basel, a mais importante  feira para galerias emergentes, da qual a Sé é a única galeria brasileira a participar nesta edição.

A exposição “peixe-elétrico-moto-clube” abriu neste mês e traz desenhos, animações e instalações que dialogam com o contexto no qual a galeria está inserida, o centro histórico de São Paulo, na primeira rua da cidade, de tráfego intenso de pessoas e veículos.

João trabalha com uma ampla gama de interesses. De biologia, arquitetura e história ao próprio sistema de arte, as obras muitas vezes tratam do banal, do cotidiano, porém um cotidiano desprovido de previsibilidades, em que objetos comuns têm sua função alterada, agregando potencial crítico ao ordinário.

A mostra tem como ingredientes elementos de um universo característico ao centro de São Paulo: os estacionamentos fervilhando de motocicletas, motores, escapamentos, motoboys, tudo em intensa vida e circulação. Uma das obras ocupa o estacionamento abaixo da galeria, uma moto estacionada que tem um projetor de filmes através do farol, transformada em uma espécie de moto-cinema que circulará pelo centro. Ela está desdobrada em uma segunda moto no interior da galeria que, de ponta-cabeça, se transforma num projetor de cinema antigo.

João Loureiro / Foto: Guilherme Sorbello / Cortesia
João Loureiro / Foto: Guilherme Sorbello / Cortesia

Se apropriando de um elemento imagético utilizado pelos próprios motociclistas, João também expõe um conjunto de adesivos: tigres, bonecos Michelin, cartelas de brasões e marcas automotivas mal aplicadas. Ícones reconhecíveis, imagens altamente consumidas, destituídas de seu sentido original, uma provocação sobre a própria superficialidade de imagens construídas para o consumo fácil.

O artista tem suas obras em coleções públicas como MAM, MAC USP, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR) e Itaú Cultural.

A exposição fica em cartaz até 21 de julho.

peixe-elétrico-moto-clube, de João Loureiro

Sé Galeria (rua Roberto Simonsen, 108)

Até 21.07 (de terça a sexta das 12h às 19h; aos sábados das 12h às 17h)

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×