30.01.2020 / Beleza / por

Quintal Dermocosméticos: do quintal de uma empresa familiar à internacionalização

photo

Muitos já devem ter usado ou visto por aí os produtos da Quintal Dermocosméticos, marca brasileira lançada em 2016 que aliou o conhecimento ancestral dos tratamentos naturais à tecnologia de ponta dos nanovetores.

A Quintal é da mesma família dos fundadores da feito brasil, empresa de cosméticos fundada no Paraná em 2004 por Lena Peron, com produção 100% feita à mão. Foi seu filho Giulio Peron, 25 anos, que criou a Quintal, literalmente… no quintal da empresa de sua família. Ambas as marcas buscam por parceiros eco certificados e com cadeia produtiva rastreável, tanto no Brasil quanto no exterior.

Hoje, Giulio é o CEO e a Quintal pode ser encontradas em multimarcas como a Bemglô, ou em canais especializados de beleza, além de ser uma das únicas marcas brasileiras a vender em todas as lojas da Sephora no Brasil. O próximo passo da empresa é a internacionalização.

Conversamos com Giulio, que começou a trabalhar na empresa aos 17 anos, que conta fala sobre a origem da Quintal, explica a ação dos dermocosméticos na pele e sua diferença de um cosmético tradicional e questiona até que ponto o natural pode ser sustentável.

Giulio Peron / Cortesia
Giulio Peron / Cortesia

Como surgiu a Quintal Dermocosméticos?

Entrei na Feito Brasil aos 17 anos e passei por todos os departamentos da casa. Comecei alimentando as mídias, fiz faturamento de e-commerce, assessoria de imprensa, passei pelo administrativo, gerenciei o marketing até que, em 2015, veio uma estratégia para dar uma guinada na feito brasil. A mascara de argila da Feito Brasil fazia muito sucesso e pensamos: por que não lançar uma nova marca de argilas? A farmacêutica aderiu bastante a ideia e o projeto começou a ganhar força a partir daí.

Quais são os pilares da Quintal?

Vemos a beleza como um estado de espírito. Nossa proposta é fazer um resgate do contato com a natureza unido à tecnologia.

Você pode deixar a clara a diferença entre cosmético e dermocosmético?

O dermo precisa entregar um resultado específico. É um tratamento, como antiacne por exemplo. Perante a Anvisa, ele é um cosmético de grau 2, um resultado que precisa ser comprovado. Pra que possamos usar um termo como antiacne em um produto, preciso ter um laudo de eficácia comprovado por laboratórios independentes. O grau 1 é algo mais simples, como um hidratante.

Hoje, há tanta informação que acaba confundindo o consumidor em relação ao que é um produto natural, orgânico ou vegano; se devemos comprar só de marcas certificadas; se mesmo em produtos naturais ainda há ingredientes sintéticos, etc.

Mais de 90% dos nossos produtos são naturais. Isso significa que 20% das matérias primas precisam ser naturais. Essa mesma porcentagem vale para os produtos considerados orgânicos. Estamos sempre informando o consumidor sobre formulações e a diferença entre naturais e orgânicos, seguindo um padrão internacional formado por instituições certificadoras. Toda nossa cadeia produtiva é certificada.

Como funciona sua cadeia de produção?

Ela é 100% ética. Temos o selo Ecocert, que garante que toda a cadeia é sustentável, desde a extração, sem danificar o solo ou a árvore. Esses selos de inspeção e certificação são muito rigorosos, tudo é analisado. Então com um certificado como esse, o consumidor pode ficar tranquilo.


View this post on Instagram

Eficácia comprovada! A Bruma Restauradora Energizante protege as células da pele dos efeitos da luz Azul e combate os radicais livres. O teste realizado pelo laboratório Núcleo Vitro isolou células de fibroblastos da pele e comprovou que após a aplicação da nossa Bruma Restauradora Energizante certificada Orgânica as células reduziram em 35,4% a produção de radicais livres. Os radicais livres são os responsáveis pela oxidação da pele, causando o envelhecimento precoce, aumentando as manchas e linhas de expressão. Lançamento exclusivo site QUINTAL! Na compra de 1 Bruma 100ml ganhe nécessaire exclusiva*. *promoção válida enquanto durarem os estoques

A post shared by QUINTAL Dermocosméticos (@quintaldermocosmeticos) on

Hoje vemos marcas grandes que vedem em supermercados mostrando uma preocupação em se adequar a esse movimento dos cosméticos naturais. A indústria está caminhando de fato pra esse lado do natural?

Não tenho dúvidas. Esse movimento já está acontecendo e o consumidor está comprando de marcas que representem suas ideias. Somos o que consumimos. E esse cenário ainda vai evoluir.

Essa transformação é possível para empresas que trabalham em grande escala?

Até que ponto o natural pode ser sustentável? Pra você conseguir um litro de óleo essencial de rosas, você precisa de quatro tonelada de rosas. É muita coisa. Então é muito caro fazer produto natural e é necessário fazer todas as certificações anuais que também não são baratas. Hoje há as químicas verdes e já podemos sintetizar uma propriedade da natureza. Mas muitas marcas locais vão continuar surgindo.

“Até que ponto o natural pode ser sustentável? Pra você conseguir um litro de óleo essencial de rosas, você precisa de uma tonelada de rosas. É muita coisa e custa muito caro”, Giulio Peron

Qual é o mínimo que uma empresa de cosmético tem que fazer?

O mínimo é parar de fazer testes em animais. Esse é o primeiro passo. A China vai deixar de testar em animal. Quem não fizer isso vai se isolar do mercado. 

Como funciona essa tecnologia dos nanovetores?

Essa tecnologia está presente em nossas linhas antiacne, regeneradora, em todas as argilas e hidratantes da linha Terra de Ouro e ativa os bens que vão penetrar até a segunda camada da pele. Ela vai liberando o ativo ao longo do dia. A nano partícula é 1000 vezes menor que um milímetro. O nano é menor que o micro. Não é uma mera máscara de argila e sim de tratamento através da argila terapia. Ela vai remover todas as impureza e manter os minerais. Tira o que é ruim e deixa o que é bom.

Como é o consumo da Quintal pelo mercado masculino?

Nossa proposta é genderless e o público masculino sempre aderiu. As máscaras regeneradoras são muito boas pra quem faz a barba. No e-commerce, nossas vendas são 70% mulheres e 30% homens. Como comparação, as vendas da feito brasil são 90% mulheres.

Mariana Rudek (gerente de comunicação): Nós tratamos o tipo de pele e não o gênero.

Vocês estão com um plano de internacionalização da marca. Pode adiantar algo?

Faz um tempo que começamos a chamar atenção dos veículos de pesquisa e tendência e o Euromonitor colocaram a gente no relatório deles como uma das 10 marcas indie mais relevantes do mercado hoje (fonte Factor Kline). Nós já produzimos um produto global, que pode ser vendido em qualquer canto do globo e que está de acordo com as certificações europeias. Então estamos nesse processo de começar a vender fora do Brasil.

E por aqui? Pretendem abrir loja física?

Somos nativa digital e direto ao consumidor. Vendemos apenas em canais especializados. Mas queremos nos aproximar cada vez mais do consumidor e temos planos de abrir nossos próprios pontos físicos, começando por São Paulo em 2021.

TOP 5 Quintal Dermocosméticos

Blemish Blur 2.0 (R$ 199)

1-quintal-blemish-blur-balsamo-biomimetico-n-4d

Bruma Energizante (a partir de R$ 78)

bruma-restauradora-energizante-quintal-dermocosmeticos-ecocert-cruelty-free-100ml

Argila Verde Antiacne (R$ 98)

quintal-mascara-de-argila-verde-antiacne-a

Kit Antissinais (R$ 158)

quintal-kit-antissinais-a

Goma Esfoliante (R$ 89)

quintal-goma-esfoliante-facial-1


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×