27.02.2018 / Business / por

Com a ajuda do pai, Stella McCartney estaria recomprando sua marca do grupo Kering

Stella McCartney estaria recomprando a parte de sua grife que hoje pertence à Kering, voltando a ser estilista independente ©Reprodução
Stella McCartney estaria recomprando a parte de sua grife que hoje pertence à Kering, voltando a ser estilista independente ©Reprodução

Após 17 anos de parceria com o conglomerado francês Kering – que é dono de marcas como Gucci e Saint Laurent –, Stella McCartney estaria comprando de volta as ações de sua grife homônima.

Desde 2001, a estilista e o grupo firmaram um acordo que dividiu a marca na metade. Uma fonte do site especializado Business of Fashion afirmou que ambas as partes estão nos passos finais para concluir a recompra da metade da marca, tornando Stella novamente sua única dona. Ainda de acordo com a fonte, o cantor Paul McCartney, pai de Stella, está ajudando financeiramente no processo.

Ainda que intrigante, a separação não é novidade: nos últimos anos a estilista e o conglomerado admitiram que chegaram a conversar sobre separação em mais de uma ocasião ao longo da parceria. Apesar de agora parecer certeza, a recompra da marca pode durar até dois anos e levará a um novo contrato: a fonte afirmou que durante este período, qualquer outra marca do grupo estará proibida de fazer ofertas de trabalho a funcionários de Stella.

Campanha de Verão 2018 de Stella McCartney, lançada em janeiro ©Reprodução
Campanha de Verão 2018 de Stella McCartney, lançada em janeiro ©Reprodução

Hoje é inegável que a parceria tenha rendido bons frutos para ambas as partes: quando assinou em 2001 o contrato com o então grupo Gucci, Stella dirigia sua marca independente a passos curtos. Desde então, passou a ser conhecida na moda para muito além de filha de estrela do rock. Vestiu incontáveis celebridades no tapete-vermelho, fez grandes e lucrativas colaborações com gigantes do varejo como Adidas e H&M, além de tornar astronômico o valor de sua marca. Tudo isso sempre fincando a bandeira da sustentabilidade em tudo o que faz.

Em comunicado à imprensa, marca e grupo afirmaram que tudo ainda não passa de especulação: “É costume entre sócios discutir possíveis separações e o futuro da parceria. Qualquer mudança significativa na relação atual será levada a público em hora apropriada”.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×