27.03.2019 / Business / por

Nova concept store da Galeries Lafayette na Champs-Élysées quer transformar o varejo de Paris

Imagem da nova Galeries Lafayette / Cortesia
Imagem da nova Galeries Lafayette / Cortesia

Com mais de um século de história e adorada pelos turistas (brasileiros inclusos) a Galeries Lafayette é uma das lojas de departamento mais icônicas da moda em Paris e nesta quinta, a empresa abre seu novíssimo espaço na avenida Champs-Élysées, apresentando um novo modelo de loja de departamento, experimentando com novas formas para renovar o varejo.

O empreendimento é uma resposta aos novos padrões de comportamento e consumo que tem transformado o varejo nos últimos anos.

Ficou a cargo do arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, do escritório BIG (Bjarke Ingels Group) transportar um edifício Art Deco dos anos 1930 para o varejo do século 21. Ele escolheu preservar seus principais recursos históricos e melhorar sua personalidade, adicionando novos elementos e rompendo com convenções de lojas de departamentos tradicionais.

Os pisos são distintos, mas conectados, o fluxo entre espaços internos e externos é mais fácil, caixas de vidro suspensas no segundo andar deixam a luz natural entrar e uma grande escadaria transparente comunica leveza dentro de um ambiente cheio de informações. A Galeries Lafayette é pioneira do varejo no centro da cidade. Este novo carro-chefe é o símbolo perfeito de uma loja que são lugares com os quais as pessoas habitam e se envolvem, e não simplesmente um ponto de venda. Ela cumpre essa missão criando espaços inovadores para que as pessoas possam conviver e se divertir”, diz Ingels.

Parte da nova identidade visual criada pelo M/M (Paris) / Cortesia
Parte da nova identidade visual criada pelo estúdio M/M (Paris) / Cortesia

A nova identidade visual é do estúdio M/M (Paris), reconhecido por criar campanhas de marcas como Miu Miu, Alexander McQueen e Chloé e capas de discos para a cantora Björk. O visual apresenta um jogo de dois dados com imagens combináveis em cada lado e será aplicado na fachada da loja, na sinalização e na comunicação física e digital.

Outra novidade que certamente traz muito charme ao novo empreendimento é o Café Citron, do estilista Jacquemus – o nome é uma referência a sua cor favorita. O espaço tem a vibe do designer, aquele perfume de Sul da França, que remete a férias, boa comida, boa bebida. Com móveis de madeira, limoeiros e potes grandes terracota, o café serve de legumes mediterrâneos a uma seleção de queijos franceses e pães rústicos e caseiros, bem parecido com o que ele serviu em seu desfile masculino de Inverno 19/20.

View this post on Instagram

HAPPY TO PRESENT YOU MY FIRST @citronparis with @caviarkaspia. OPEN ON THURSDAY AT 12.00 HOPE TO SEE YOU THERE IN THE NEW MEGA SHOP @galerieslafayettechampselysees. VERY PROUD TO BE A PART OF THIS VERY SPECIAL PROJECT.

A post shared by JACQUEMUS (@jacquemus) on

A loja passa a abrigar também marcas de vanguarda, como Walk of Shame, Mira Mikati e RouJe, além das grandes grifes de luxo como Balenciaga, Gucci e Chanel. Cerca de 300 pessoas (muitas delas selecionadas pelo Instagram) foram treinadas e estarão em todos os andares dando dicas de styling e aconselhando o consumidor em relação à moda, acessórios, beleza e lifestyle.

A ideia, através de um serviço de primeira e de experiências, é colocar de novo a Lafayette entre as maiores referências da moda. Outra transformação pretendida pela nova loja é tentar trazer de volta para a Champs-Élysées os clientes locais e insiders do mercado de moda que têm evitado andar pela sempre abarrotada avenida, hoje tomada por turistas e que chega a receber 300 mil visitantes por dia.


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×