26.07.2017 / Business / por

Michael Kors Holdings compra operações da Jimmy Choo por U$1,35 bilhões

A sede da Michael Kors em NY. A marca acaba de adquirir a britânica Jimmy Choo ©Reprodução
A sede da Michael Kors em NY. A marca acaba de adquirir a britânica Jimmy Choo ©Reprodução

A Michael Kors anunciou ontem (25.07) que fechou negócio para comprar as ações da Jimmy Choo, listada na bolsa de Londres, pelo valor aproximado de U$1,35 bilhões.

A aquisição é uma das maiores do ano na indústria da moda e da beleza, que já contou com a fusão entre Coach e Kate Spade pela cifra de U$2,4 bilhões, Natura e The Body Shop por aproximadamente U$1,5 bilhões.

Popularizada pelo monograma MK que pipocam em bolsas por todo o canto e conhecida ainda pelas coleções desfiladas na NYFW, a Michael Kors é hoje uma potência da moda mundial, listada na bolsa de Nova York, em 2011. “Temos o prazer de anunciar a compra da Jimmy Choo, uma marca icônica com uma rica história como maison de luxo dos calçados”, afirma John Idol, CEO do grupo Michael Kors.

Para evitar rumores de uma fusão ou de mudanças na Jimmy Choo, Idol se apressa em afirmar que não haverá reestruturações na marca: “Pierre Denis continuará como CEO. Ele dirige a Jimmy Choo desde 2012, época em que a marca passou a registrar aumentos na casa de 11% nas vendas”, afirma.

A compra teve bom efeito no mercado financeiro: enquanto a Michael Kors acumulou leve alta em Nova York, a Jimmy Choo atingiu a maior alta do dia em Londres, com valorização superior a 17%.


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×