18.07.2018 / Cinema / por

Boy Erased: assista ao trailer do filme que mostra os dramas e os perigos da "cura gay"

Lucas Hedges e Troye Sivan em cena do filme Boy Erased / Reprodução
Lucas Hedges e Troye Sivan em cena do filme Boy Erased / Reprodução

Prepare-se para se emocionar com o filme Boy Erased. O longa é uma adaptação do livro de mesmo nome em que o autor Garrard Conley relembra sua infância vivendo com sua família radicalmente religiosa que o envia para um programa de conversão gay.

O filme é o segundo dirigido pelo ator Joel Edgerton e tem Lucas Hedges no papel de Garrard, filho de um pastor batista (Russel Crowe) que é enviado para um centro de terapia para “curar” sua homossexualidade. A mãe é interpretada por Nicole Kidman e parece claro que os pais realmente amam Garrard e agem a partir de sua própria ignorância. “Queria que essa atitude viesse de um lugar em que a mãe pensa que realmente é o melhor que ela pode fazer pelo seu filho. Nada do que ela faz é rancoroso e talvez seja por isso que hoje eles têm uma relação tão forte”, diz a atriz ao The Guardian.

Lucas Hedges recebeu indicação ao Oscar por sua atuação em Manchester by the Sea e atuou em dois filmes premiados recentemente, Lady Bird e Três Anúncios para um Crime. E ao que parece, uma nova indicação nas premiações de 2019 deve vir por ai.

Quem também aparece são os músicos Flea, do Red Hot Chilli Peppers, no papel de um dos conselheiros do programa, e o cantor e pop star australiano Troye Sivan, no papel de um dos meninos que também passavam pela conversão. É dele também a música principal da trilha e que já é revelada no trailer. “Revelation” é uma parceria de Troye com Jónsi, da banda islandesa Sigur Rós.

Esse é o segundo filme que aborda o assunto. O outro é The Miseducation of Cameron Post, que ganhou o Grande Prêmio do juri no festival de Sundance este ano e estreia no segundo semestre – nós falamos dele aqui.

Terapia de conversão (aqui ficou conhecida como cura gay) é uma prática que busca curar as pessoas de sua orientação sexual ou identidade de gênero. Ela já foi banida em muitos países, mas ainda há lugares em que é aceita e exercida. Nos Estados Unidos, por exemplo, a terapia ainda é legalizada em 36 estados. “Nenhuma criança ou adolescente deve ser submetida à prática abusiva da chamada terapia de conversão. Essa desumana e perigosa forma de abuso infantil não tem base científica e é rejeitada pelas principais organizações de saúde mental e bem estar infantil”, disse Chad Griffin, presidente da Human Rights Campaign.

Garrard hoje ensina literatura inglesa e trabalha pela igualdade LGBTQ na cidade de Sofia, na Bulgaria.

Boy Erased estreia em novembro nos EUA e não tem previsão de estreia no Brasil.


Relacionadas


Veja Também