18.09.2019 / Comportamento / por

Museum of Youth Culture: navegue por décadas de história em mais de 40 exposições online

Foto de Matthew Smith de um protesto em Londres, 1994 / Reprodução
Foto de Matthew Smith de um protesto em Londres, 1994 / Reprodução

Vocês sabiam que existe um projeto chamado Museum of Youth Culture?

Youth Club é uma organização sem fins lucrativos que foi criado em 1997 por Jon Swinstead, cofundador da Sleazenation, uma das revistas mais legais de moda e lifestyle dos anos 90.

Swinstead passou 20 anos coletando, arquivando e pesquisando a história social britânica liderada por jovens e em 1997 abriu esse projeto com a intenção de preservar, educar, compartilhar e celebrar a história da cultura jovem através de uma rede de fotógrafos e criativos apaixonados pelo tema.

Essa celebração acontece por meio de exposições, festivais, colaborações, eventos com curadorias especiais e até consultoria para marcas como Raf Simons, Fred Perry e Levi’s.

A plataforma tem como base do trabalho um conteúdo riquíssimo focado em subcultura, contracultura, moda, música, arte, viagens, gêneros, questões sociais, estilos de vida, esportes e vida noturna. “Nós acreditamos no poder da herança da cultura jovem como um catalisador para a criatividade, a auto-expressão e a conexão de comunidades. Observamos uma demanda contínua e crescente de que a cultura jovem seja preservada, conectando as gerações passadas, presentes e futuras”, diz Jon.

Mas até então, todo esse acervo de imagens e histórias era apresentado em pequenas partes através de seus eventos. Agora, em uma parceria com o Google Arts & Culture, eles lançam o Museu da Cultura Jovem, permitindo que as pessoas explorem seu vasto arquivo online pela primeira vez. O arquivo tem 16 mil fotos, 40 exposições e 18 videos, acompanhados por dezenas de playlists. 

Foto de Matthew Smith, parte de mostra online do Museu da Cultura Jovem / Reprodução
Foto de Matthew Smith, parte de mostra online do Museu da Cultura Jovem / Reprodução

As histórias abrangem tópicos como o “nascimento do adolescente” nos anos 50, o surgimento da cultura do festival nos anos 60, o impacto da acid house nos anos 80 e muito mais. 

E há muita coisa legal para quem gosta do assunto (como a gente ♥). Entre as principais “exposições” que aparecem logo quando abrimos a plataforma, tem Uma Breve História das Tribos Jovens da Grã-Bretanha em 25 MomentosAtivismo, Protesto e Juventude nos anos 90; e 25 Mulheres que Definiram a Cultura Jovem do Reino Unido (com uma lista que vai de Mary Quant e Twiggy a Siouxsie Sioux e Grace Jones).

“Identificamos a necessidade de reconhecer, preservar e celebrar as atitudes, expressões, estilos e movimentos que esses jovens provocadores e participantes forjaram”, diz o fundador.

O acervo é focado no Reino Unido, mas como a região foi e ainda é um grande incubador de jovens criativos que saem de lá para o mundo e também recebem pessoas do mundo inteiro (até o Brexit, pelo menos…), sua cultura tem, há décadas, influenciado a moda, a música, a arte e o comportamento jovem mundo afora.

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×