16.10.2018 / Cultura pop / por

Um filme e um super livro revivem a história do salão cult Cuts

O salão Cuts, no Soho, em Londres / Reprodução
O salão Cuts, no Soho, em Londres / Reprodução

Um salão cult dos anos 80 ganha um livro e um documentário sobre sua época de ouro. Claro, não se trata de um salão qualquer e sim do Cuts, um dos lugares que fazem parte da cultura underground de Londres e cujo impacto pode ser sentido até os dias de hoje.

O Cuts foi fundado por James Lebon em 1978 em uma salinha que ficava no andar de baixo do Kensington Market, na época, uma das mecas do underground na cidade. Lá, ele recebia a nata da cena alternativa londrina e começou a ganhar fama por seus cortes experimentais. James é tio do fotógrafo Tyrone Lebon, responsável pelo livro que está sendo lançado através de sua galeria DoBeDo.

Foi a diretora Sarah Lewis que encontrou fotos perdidas do salão e as entregou a Tyrone. Sarah está há 20 anos trabalhando no documentário No ifs or buts, que mostra como o Cuts nutriu uma comunidade de criativos e as histórias por trás das pessoas que frequentavam o local. Era um salão simples, mas cheio de personalidade. James era apaixonado e inovador enquanto seu sócio Steve Brooks trazia uma estrutura de negócio, introduzia novos produtos de cabelo e fotografa os clientes. Por lá passavam desde artistas (Bowie, Goldie, Boy George), estilistas (Gaultier), editores de moda mais antenados, fotógrafos, DJs até bombeiros, funcionários do McDonalds e gangsters. “O Cuts estava cheio de artistas que não estavam tentando aparecer na capa da Vogue. Só que, ao mesmo tempo, você iria ver seus cortes na capa da Vogue”, bem definiu Fran Healy, vocalista do Travis. “Cuts era como se fosse a minha casa”, lembra Goldie.

NO IFS OR BUTS trailer from Sarah Lewis on Vimeo.

O livro tem 500 páginas com fotos trípticas em preto e branco, todas feitas por Steve Brooks nos anos 90 e 2000. Elas estão dispostas no livro respeitando a maneira como eram exibidas na vitrine do salão. Tyrone chamou seu pai, o também fotógrafo Mark Lebon, para editar. “Espero que o filme e o livro sejam uma memória de que o Cuts foi muito mais do que apenas cortes de cabelo. É um grupo de pessoas e uma época em Londres”, diz Tyrone à i-D.

Tyrone Lebon criança cortando o cabelo com seu tio no Cuts / Reprodução
Tyrone Lebon criança cortando o cabelo com seu tio no Cuts / Reprodução

O salão ainda funciona no Soho, na Dean Street, mantendo o mesmo espírito por 30 anos.

O documentário No ifs or buts estreia neste mês durante o London Film Festival e o livro CUTS já está à venda pela DoBeDo e Gimme 5, no Reino Unido, e na Dashwood Books, em Nova York.


Relacionadas


Veja Também