07.06.2017 / Fotografia / por

Um dos principais fotógrafos de moda do século 20, Norman Parkinson é celebrado com mostra em São Paulo

Audrey Hepburn em clique de Norman Parkinson para a revista Glamour em 1955 ©Reprodução
Audrey Hepburn em clique de Norman Parkinson para a revista Glamour em 1955 ©Reprodução

A Galeria Mario Cohen, em São Paulo, inaugura hoje (07.06) a mostra Norman Parkinson – O verdadeiro glamour britânico, primeira mostra individual do fotógrafo inglês na América do Sul, apresentando 29 obras de seu importante acervo, que influenciou a fotografia de moda a partir da década de 1930.

A mostra, que fica em cartaz até agosto (05.08) com entrada gratuita, conta com cinco vintage prints (cópias produzidas a partir da revelação do negativo, podendo ser feitas ao mesmo tempo ou até, no máximo, cinco anos após a revelação) e nove modern prints (cópias também produzidas a partir do negativo, porém reveladas anos mais tarde em gelatina de prata), todas assinadas pelo próprio fotógrafo, algumas das quais são consideradas por ele como as mais importantes de seu acervo.

O grande destaque é Stripes in the Swim, foto registrada em 1961 na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, que mostra um salva-vidas saindo do mar enquanto carrega uma mulher no colo. Com apenas 12 cópias ao redor do mundo, a foto será comercializada pela primeira vez – as quatro primeiras estarão à venda com exclusividade na Galeria Mario Cohen, acompanhando a mostra.

Stripes in the Swim, 1961 ©Norman Parkinson/Reprodução
Stripes in the Swim, 1961 ©Norman Parkinson/Reprodução

“Para mim, desde os anos 1930 – quando a fotografia surge como o mais importante meio para ilustrar a moda – até os anos 1980, ele foi o mais importante e inspirador fotógrafo”, conta Mario Cohen, curador da mostra em parceria com o Norman Parkinson Archive.

A carreira de Parkinson, que morreu em 1990, atravessou seis décadas, tendo tamanha importância a ponto de servir como uma espécie de cronologia do design de moda do século 20, além de um registro histórico, trazendo à tona mudanças sociais que moldaram a cultura moderna.

Fotografando para títulos como Harper’s Bazaar e Vogue, sua marca registrada foi a foto externa, saindo de uma estética “posada” em estúdio, destacando modelos em movimento em locações inusitadas à época – na Rússia, Índia ou Havaí, por exemplo. Também foi fotógrafo oficial da família real britânica, além de registrar importantes ícones da cultura pop como Audrey Hepburn, Elizabeth Taylor, Beatles e Rolling Stones.

Norman Parkinson em 1981 ©Reprodução
Norman Parkinson em 1981 ©Reprodução

Serviço

Norman Parkinson – O verdadeiro glamour britânico
Quando:
de 7 de junho a 5 de agosto
Onde: Galeria Mario Cohen – Rua Joaquim Antunes, 177, cj. 12 – Jd. Paulistano, São Paulo
Horário: Segunda a sexta, das 11h às 19h; sábados, das 11h às 15h
Entrada franca
Mais informações: 
galeriamariocohen.com.br


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×