07.07.2016 / Gente / por

Os Assistentes: Conheça o trabalho de Gabriel Henrique ao lado de Anderson Baumgartner, diretor da Way Model

Gabriel Henrique, assistente do agente Anderson Baumgartner, diretor da Way Model ©Reprodução
Gabriel Henrique, assistente do agente Anderson Baumgartner, diretor da Way Model ©Reprodução

Gabriel Henrique tem 27 anos e é assistente do booker/agente Anderson Baumgartner, sócio-diretor da agência de modelos Way Model Management, uma das maiores da América Latina. Natural de Avaré, interior de São Paulo, Gabriel, que também é fotógrafo, iniciou sua trajetória na moda aos 16 anos como modelo e já passou pela Inglaterra, Itália, China, Grécia, Singapura, Malásia, África do Sul e México. Na conversa abaixo, ele conta como é trabalhar com um dos principais agentes do Brasil e como sua carreira tem se desenvolvido ao longo dos 8 meses de experiência.

Joana Wood conta como é trabalhar ao lado do stylist Daniel Ueda

+ O que faz Luiza Brasil, assistente de Costanza Pascolato

O trabalho de Camila Ferza, buyer da Dona Santa

+ O assistente de fotografia de Bob Wolfenson

+ Os assistentes de Alexandre Herchcovitch

Como e quando você se tornou assistente do Anderson?

Sempre estive envolvido com o mundo da moda. Comecei muito jovem trabalhando como modelo e viajando por todo o mundo, em seguida ganhei experiência como fotógrafo na área. Foi tudo muito rápido. Gosto de novos desafios e aprendizados e sempre tive a Way como referência de melhor agência de modelos no Brasil. Um dia resolvi mandar um email para nosso diretor , Zeca de Abreu, que eu já conhecia por meio do  meu trabalho como fotógrafo. Contei a minha história e mostrei interesse em entrar para o time. Na mesma semana fui chamado para uma reunião junto com o Anderson e foi ai que tudo começou.

O que você tinha que fazer no início?

Apesar da minha experiência prévia no mercado de moda,  eu não conhecia o dia a dia dentro de uma agência de modelos, então foi tudo muito novo. No começo eu passei bastante tempo conhecendo o nosso casting , os nossos clientes e estudando a rotina e os sistemas da agência, como cada área trabalha e conversa entre si. Foi uma fase de imersão e aprendizado.

Quais são suas funções e como é sua rotina hoje, como assistente dele?

Hoje meu trabalho é facilitar o trabalho do Anderson em todos os aspectos. Além das atividades mais operacionais, como organização de maillings, envio de materiais para clientes, eu cuido da agenda do Anderson e acompanho algumas modelos em trabalhos importantes. Sou um dos responsáveis também pelas polaroids da agência e junto com o Anderson ajudo no atendimento aos clientes certificando de que eles e os modelos estão satisfeitos.

O que que te atraiu para essa área? Foi algo que sempre te interessou?

O mundo da moda sempre me interessou, tem cultura , arte, viagens, pessoas interessantes, fotografia. A moda sempre foi um interesse pessoal e onde encontrei a minha vida profissional.

O que você aprendeu com ele? 

O Anderson é um chefe muito disponível. Ele é um profissional apaixonado pelo que faz, inovador, focado em bons resultados e com uma visão estratégica de longo prazo. Além de ser uma pessoa superagradável de se trabalhar, ele tem paciência para ensinar e um talento incrível para direcionar a carreira das modelos de forma estratégica pensando no futuro. O mais bacana é a abertura que ele dá a todos os funcionários da agência em opinar nas decisões. Com ele estou aprendendo mais sobre o business dos modelos, como desenvolver um bom relacionamento com os clientes e vendo de perto como se constrói uma top model. Ele é uma pessoa muito extrovertida e que valoriza a família, e transmite essa cultura para a empresa. Trabalhar com ele é inspirador.

 

Qual foi o projeto mais desafiador e/ou gratificante que você fez desde que trabalha como assistente dele?

É sempre muito gratificante poder trabalhar com pessoas que você sempre admirou. Foi incrível poder conhecer a top Shirley Mallmann, um dos grandes ícones da moda brasileira e mundial. Foi muito emocionante pelo que ela representa na história da moda. Além dela tive a oportunidade de acompanhar jobs com Caroline Trentini, Alessandra Ambrósio e Marlon Teixeira.

Qual o conselho você daria para pessoas que estão interessadas em fazer o que você faz? Quais habilidades essa pessoa precisa ter?

Não tem como você trabalhar com o mundo dos modelos sem respirar isso. Você precisar gostar de pessoas, se interessar por aprender novas línguas, estar sempre atualizado com o mercado, gostar de imagens e ter disposição para trabalhar full time. Uma dica para quem esta começando é saber quem são as pessoas sérias do mercado . Hoje temos sites – como o FFW, revistas, canais onlines com bom conteúdo de moda. Quem quiser seguir esse caminho, tem que estudar.

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×