FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade

    Acabou a lua de mel: Kanye West vai deixar Adidas e GAP

    Saiba tudo sobre a briga judicial entre o designer e as duas marcas

    Acabou a lua de mel: Kanye West vai deixar Adidas e GAP

    Saiba tudo sobre a briga judicial entre o designer e as duas marcas

    POR Gabriel Fusari

    Essa matéria foi atualizada dia 15/09/2022 às 18:15

    Criador de um estilo inconfundível, desde o início do ano Kanye West (aka Ye) tem usado sua conta nas redes sociais para acusar e criticar suas parceiras adidas e GAP. Nesta segunda-feira (12), o artista anunciou em entrevista à Bloomberg que assim que seus contratos se encerrarem com as duas empresas, ele deve sair e levar consigo suas criações. As duas marcas são parceiras de Kanye na produção da linha Yeezy: a adidas na coleção de calçados Yeezy x adidas e a GAP com a recentemente coleção de roupas assinadas em conjunto com a  Balenciaga. Entretanto, Kanye West tem acusado ambas as marcas de plagiar suas peças e tomar decisões sem consultá-lo.

    Comparação entre Yeezy Slide (a cima) e Adilette 22, chinelo acusado de plágio. / Foto: Reprodução

    Comparação entre Yeezy Slide (a cima) e Adilette 22, chinelo acusado de plágio. / Foto: Reprodução

    Uma das acusações recai sobre a utilização de silhuetas e novas combinações de cores de suas peças feitas pela adidas, assim como a criação do Yeezy Day. Mas o que causou a ira do artista foi o lançamento dos chinelos Adilette 22, que Ye acusa de ser uma cópia  do Yeezy Slide, criado por ele. “Ninguém deve estar nessa situação onde as pessoas roubam suas ideias e dizem que estão te pagando pra ficar quieto, isso destrói a inovação e criatividade. Foi isso que destruiu Nikola Tesla”, disse o designer à Bloomberg.

    De acordo com ele, a marca buscou comprar a participação dele por 1 bilhão de dólares e ele rebateu em posts nas redes sociais que só de royalties para o uso de suas criações, no próximo ano, renderão cerca de 500 milhões de dólares. A briga com a GAP foi pelo mesmo caminho. Após a longa espera pelo lançamento dos primeiros produtos da YEEZY X Gap Engineered by Balenciaga e expor as peças em sacos plásticos nas lojas, a marca foi criticada por se apropriar da estética de sem-tetos. Kanye então foi à Fox News se pronunciar e defender a ação como uma  performance. Entretanto, depois desse episódio, de acordo com o artista, a empresa usou algumas referências de suas criações para a coleção principal da GAP, o que ele aponta também como um plágio.

    A GAP anunciou em comunicado interno no dia 15 de setembro que a parceria com Kanye West se encerrou. A justificativa dada pela empresa é de que a forma de trabalho e visão da empresa e do artista não estariam alinhadas. O acordo deveria durar 10 anos e seria um passo estratégico importante para a GAP que buscava revitalizar a marca e inseri-la no mercado fashion.

    Peça da linha básica da GAP a direita da imagem e peça da linha YZY x Balenciaga a direita da imagem / Foto: Reprodução

    Peça da linha básica da GAP a direita da imagem e peça da linha YZY x Balenciaga a direita da imagem / Foto: Reprodução

    “Criei ideias que vão mudar o vestuário para sempre, como a Round Jacket, o Foam Runner e os sliders que mudaram a indústria de calçados. Agora é hora de fazer uma nova indústria. Não existem mais empresas entre mim e o público”.

    Ao que parece, ele deve lançar de forma independente Yeezy. Como um primeiro movimento de independência, ele criou um site e perfil no Instagram para a marca e  planejar abrir uma loja em Atlanta. Embora seus fãs estejam animados para ver lançamentos independentes, isso deve levar ainda tempo: o designer tem contrato com a adidas até 2026.

    Não deixe de ver
    Sabrina Sato como nova embaixadora da Hope, as denúncias envolvendo a Zara e a H&M e o desmatamento no Brasil, a nova coleção da Dod Alfaiataria e muito mais
    Roberto Cavalli morre aos 83 anos
    Skinny x wide legs: uma preferência geracional?
    COLLAB DO ANO? NIKE E BODE LANÇAM SUA AGUARDADA COLEÇÃO
    Confira o calendário de desfiles da SPFW edição 57
    Anitta, Cher e Demi Moore na abertura da exposição da Dolce & Gabbana, em Milão
    Como Beyoncé ajudou a subir as ações da Levi’s
    Gisele Bündchen no Rio para o lançamento de seu segundo livro, a nova diretora criativa da Bulgari, o brasileiro vencedor de prêmio da Chanel e muito mais
    Contemporâneo Showroom comemora 20 anos com edição na Bienal
    Slingback: o sapato para virar sua aposta agora!