5 fatos que você precisa saber sobre o desfile da Louis Vuitton Inverno 22/23

design-sem-nome-26

1. A ÚLTIMA COLEÇÃO DE VIRGIL ABLOH2

Quando faleceu, em novembro de 2021, Virgil Abloh deixou algumas coleções prontas para apenas serem finalizadas por seu time de design, essa é a última delas e encerra (ou abre?) um capítulo importantíssimo na moda e na história da Louis Vuitton. A coleção relembra alguns dos mais icônicos designs e ideias de Abloh, bem como o que veio a se tornar suas assinaturas na LV: os chapéus e gorros que assemelham a orelhas de animais, a alfaiataria e o streetwear, as estampas florais e referências à arte, o luxo subversivo e ternos com inserção utilitárias e cintos-bolsas com fivelas marcantes. Nos ternos e casacos, a cintura marcada e silhueta escultural que vimos na Prada também marcam presença, enquanto saias vem combinadas com jaquetas varsity, silhueta bastante comum de Virgil na Off-White aqui, em tule. Veja a coleção completa aqui.

2. O CENÁRIO, A DANÇA E A MÚSICA3

O cenário, chamado de Louis’ Dreamhouse, algo como Casa dos Sonhos de Louis (Vuitton, o fundador da maison) relembra a infância e os sonhos, não de forma ambiciosa, mas de uma forma etérea, inocente e quase infantil. Os dançarinos não eram apenas figurantes, eles se confundiam com os modelos vestidos em looks que fazem parte da edição do desfile e dançavam ao som da orquestra, que tocou ao vivo a trilha sonora composta por Tyler, The Creator tornando o momento ainda mais emocional.

3. O STYLING DE IB KAMARA4

Quase tão marcante quanto o design das peças, é o styling de Ib Kamara. O image maker do momento conseguiu deixar a visão de Virgil Abloh extremamente clara. Eles estão juntos desde a coleção de Inverno 21 e, para o Inverno 23, Ib trabalha novamente elementos de styling como os chapéus e gorros com pontas que assemelham a orelhas de animais, usa as luvas para criar um efeito de alongamento para as mangas, sobrepões peças nas mesmas cores e estampas criando criando um efeito de camuflagem. Os bonés de abas retas, usados levemente de lado remontam à infância e adolescência do próprio Virgil. Ib Kamara conseguiu deixar a visão de Virgil Abloh extremamente clara.

4. OS ACESSÓRIOS5

Os acessórios e, principalmente, as bolsas e sneakers continuam como grande destaque e item de desejo nesta coleção – se falando de Louis Vuitton, não poderia ser diferente. Para as bolsas, destaque para o modelo Keepall, que recebe uma reedição no monograma Damier toda vazada, as maletas surrealistas com formato curvado e as bolsas acolchoadas. Nos calçados, um novo modelo de sneaker é apresentado, e a maior novidade para a marca são as botas de cano alto e salto.

5. OS ANJOS6

Se o desfile de verão apresentando em Miami em dezembro passado foi como uma despedida a Virgil Abloh, neste desfile e coleção, o tom é de celebração ao legado do artista que fez do exclusivo inclusivo. O final com uma seleção de looks brancos dotados de asas toma as passarelas como anjos. Mas os anjos de Virgil Abloh não são como anjos comuns, ele voam com suas asas pontudas e ousadas.

Assista abaixo o desfile de Inverno 22/23 da Louis Vuitton e veja a homenagem a Virgil Abloh:


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×