29.07.2019 / Moda / por

A história se repete: os dois novos casos de assédio sexual envolvendo fotógrafos de moda

O fotógrafo Timur Emek / Reprodução
O fotógrafo Timur Emek / Reprodução

Se as pessoas pudessem desenvolver uma maneira de simplesmente aprender através de exemplos e experiências de outras pessoas a fim de não cometer os mesmos erros, certamente o mundo estaria mais evoluído a esta altura. Mas sabemos que não funciona assim, e continuamos a ver histórias se repetirem.

Não faz nem dois anos que alguns dos mais famosos fotógrafos de moda do mundo, como Mario Testino e Bruce Weber, foram seriamente acusados de assédio sexual. Também não faz dois anos que explodiu o caso Harvey Weinstein, gerando protestos além da indústria do cinema e jogando luz no movimento #metoo, fundado em 2006, e #timesup.

Porém, nessa semana que passou vimos dois fotógrafos acusados de assédio sexual, usando sua influência como “fotógrafos de celebridades” para seduzir jovens mulheres. São eles: Marcus Hyde, um milhão de seguidores no Instagram (sua conta foi removida), amigo e fotógrafo pessoal de Kim Kardashian e sua família; e Timur Emek mais conhecido por seus trabalhos com a Victoria’s Secret, clicando modelos como Alessandra Ambrosio e Joan Smalls.

Marcus Hyde fotografando Kim Kardashian / Reprodução
Marcus Hyde fotografando Kim Kardashian / Reprodução

Tudo começou com um post publicado pela estudante de design Sunnaya Nash, que resolveu publicar as DMs entre ela e Hyde. Nash havia respondido a um post do fotógrafo perguntando quem gostaria de ser fotografada. Pelo DM, ele pediu para fazer fotos dela nua e, caso não topasse, cobraria US$ 2 mil por um ensaio com roupa. Se ela não quisesse, ok, que procurasse outro, ele apenas continuaria fotografando celebridades. Quando ela o tagueou no post, ele mandou ela “suck a fat big dick”. 

Pouco tempo depois, Nash foi surpreendida ao ver que sua história foi repostada pelo Diet Prada, não só viralizando o post, mas encorajando outras mulheres a compartilharem experiências similares. Em seis dos casos que vieram à tona, as mulheres o acusam de estupro durante sessões de fotos.


View this post on Instagram

Gross @marcushyde . @kimkardashian @arianagrande , come get your boy and teach him some decency. Last night, Los Angeles model and interior design student @sunnnaya replied to the celebrity photographer’s Instagram story seeking models for a shoot. What transpired in their DM was nothing short of the typical predatory douchebaggery you’d expect via shady Instagram “castings” by slimy dudes. With her followers backing her up and sharing her post, Hyde had a simple reply: “suck a fat big dick”. That’s sure to get you points with the ladies, Marcus. • #marcushyde #kimkardashian #kendalljenner #khloekardashian #arianagrande #photographer #celebrity #casting #model #shady #gross #kuwtk #wiwt #ootd #film #digital #camera #celeb #behindthescenes #dietprada

A post shared by Diet Prada ™ (@diet_prada) on

Alguns dias mais tarde, o Diet Prada postou outro round de screenshots, desta vez com histórias parecidas envolvendo o fotógrafo turco baseado em Nova York Timur Emek. Ele pedia nudes para as garotas e oferecia pagar pela viagem até Nova York, onde ficariam hospedadas em seu apartamento “em troca de um pouco de diversão”.

A primeira mensagem veio de Haley Bowman, assediada por ele quando tinha 19 anos (ele tirou o top dela em uma sessão de fotos e colocou sua mão em seu pênis ereto). “E eu nem estava tentando ser uma modelo, então fico só imaginando o que ele fazia para as meninas que queriam se dar bem na carreira e tinham medo de falar. Muitas das histórias que fiquei sabendo são bem piores do que a minha”, disse Bowman à Dazed.

“O perigo com esses homens predadores é que seu comportamento é difundido além do mercado de modelos. As vítimas podem ser literalmente qualquer pessoa no Instagram. Algumas das garotas que eles atacaram não eram nem mesmo modelos. E não há nem restrição de localização, como vimos com Timur oferecendo para mandar as meninas de avião para as sessões de fotos”, diz o Diet Prada.

Depois de tantas histórias virem à tona, celebridades que já colaboraram com Hyde, como Kim Kardashian e Ariana Grande, condenaram publicamente o comportamento do fotógrafo, porém sem mencionar seu nome. “Não podemos deixar esse tipo de comportamento passar despercebido e eu bato palmas para aqueles que resolveram falar”, disse Kardashian.


View this post on Instagram

@Timur Emek, you may as well delete your account now lol. The New York-based Turkish photographer who has shot for @victoriassecret , is the latest to join the ranks of sleazy, clout-abusing celeb/supermodel male photographers who feel entitled to women’s bodies. Along with the forced crotch-grabbing account from @byhaleybowman , Emek also offered “help” in the industry to @lizamarieju in exchange for “some fun”. His response when asked to clarify? “I am a man… think about it :-)”. . The photographer also went as far as lying to Turkish model @deniiztekiin in June 2017, telling her that her agency at the time had already approved a topless shoot, which of course didn’t actually happen as he had already been on their agency blacklist of photographers. It’s a relief to know that there are agencies out there that refuse to be complicit and hopefully more will step it up, but for every model with an agency, there are dozens of girls who are navigating independent modeling work on their own. The stories on the rest of the slides are unfortunately all too familiar. #TimesUp for these shitty men. • #model #instagrammodel #timuremek #photographer #model #supermodel #celebrity #predator #creep #victoriassecret #runway #vsfashionshow #modelingagency #alessandraambrosio #candaceswanepoel #vsangel #romeestrijd #clout #lame #womensrights #power #liar #dietprada

A post shared by Diet Prada ™ (@diet_prada) on

Em fevereiro do ano passado, o perfil @shitmodelmgmt, que publica memes relacionados à profissão de modelo, publicou uma lista com centenas de fotógrafos, stylists, designers e agentes que foram acusados de comportamento inapropriado, assédio e/ou abuso – lá estão nomes como Testino, Olivier Zhan, Luciano Fileti, Tom Ford e Francesco Scognamiglio (Timur e Nash já estavam na primeira versão, há um ano e meio).

Na época, a administradora recebeu uma série de ameaças de morte e tirou a lista do ar. Mas agora, com essas novas alegações, a lista está de volta no Tumblr, já com os dois novos casos incluídos (apesar deles estarem na primeira versão da lista, um ano e meio atrás).

Como bem coloca o Diet Prada, “a indústria da moda celebra a mulher ao mesmo tempo em que reverencia e protege os homens”. Mas hoje, uma única voz pode ser capaz de virar agente de mudança.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×