Amazon Style: a loja de roupas onde algoritmo sugere o que provar

A primeira física de moda da Amazon abrirá ainda este ano em Los Angeles

screen_shot_2022_01_20_at_11-25-18_am

A Amazon, gigante do varejo digital, que entrou no segmento de moda há poucos anos, anunciou agora que vai lançar sua primeira loja física de roupas. Chamada de Amazon Style, a primeira loja será aberta Los Angeles ainda este ano e deve ser replicada para outros países.

A experiência da loja física será toda baseada em um app e QR Codes espalhados pelo pelo espaço de varejo. “Queremos apresentar aos clientes uma experiência de compra personalizada”, diz o comunicado da empresa.

COMO VAI FUNCIONAR A LOJA FÍSICA DA AMAZON

O que vai vender: Roupas, bolsas, sapatos e acessórios de várias marcas.

Para provar e comprar, você precisa ter um smartphone e o aplicativo da loja. Ao invés de pedir a um vendedor ou procurar nas araras o modelo, a cor e o tamanho do produto desejado, bastará escanear o QR Code do produto de exibição e a peça será entregue diretamente no provador ou no caixa de check-out.

A estratégia por trás disso tudo é otimizar o tempo do cliente que não perderá tempo procurando o que deseja entre tantos produtos expostos como numa loja convencional. A tecnologia quer acelerar esse processo entregando com rapidez e precisão o que o cliente busca.

O algoritmo da Amazon sugere o que provar, recomendando produtos através do uso do aprendizado de máquina. Por exemplo, sabe quando você fica em dúvida em qual roupa experimentar? A tecnologia vai sugerir exatamente o que mais tem a ver com o seu perfil. E mais: somente os produtos do seu interesse entrarão em promoção para você.

Ao entrar no provador inteligente, você vai encontrar os itens que escolheu pelo app. Através de uma tela touchscreen o cliente pode pedir para trocar peças que não serviram e elas serão entregues em poucos minutos.

Já os vendedores, segundo a Amazon, estarão focados em entregar os produtos aos clientes, atendê-los no check-out e gerenciar operações de estoque.

As lojas flaghship, ou conceito, tem se tornado uma tendência como um espaço de experiências entre cliente e marca. Na moda isso já era comum mas recentemente marcas digitais como Google também tem investindo no modelo.

A Amazon está de olho nos efeitos do marketing de influência na moda. Lojas conceito e bem decoradas são um prato cheio para criadores de conteúdo e clientes postarem nas redes sociais indicando para seus seguidores.

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×