André Hidalgo conta as novidades deste ano da Casa de Criadores

Confira as datas, as novas marcas e mudanças da 48ª edição do evento

maxresdefault

Prestes a completar 25 anos de existência, a Casa de Criadores tem sua 48ª edição esta semana, entre 26 e 30 de Julho (confira o line-up completo ao final). Essa é a segunda edição totalmente digital do evento, que também realizou a sua segunda edição do ano passado neste formato e conta com 10 novas marcas estreantes Mônica Anjos, Fkawallyspunkcouture, Berimbau Brasil,  Felipe Caprestano, Jalaconda, Ateliê Criativa Vou Assim, Oroomin, Leandro Castro, Teodora Oshima e Brocal – marca da também cantora Tulipa Ruiz, a volta do estilista Gefferson Vila Nova ao line-up, além das marcas veteranas do evento. 

“Estamos fazendo agora porque entendemos que é importante para os estilistas, eles tem muita coisa para dizer, muito trabalho para mostrar. É um momento delicado, onde as estruturas estão muito comprometidas e se isso já é ruim para empresas grandes, imagina para um pequeno” conta André Hidalgo, em entrevista ao FFW. A Casa de Criadores, que sempre teve um viés de apoio a novas vozes e de projetar novos designers de moda para o cenário nacional, mais do que nunca entende seu papel em um momento tão delicado como o que vivemos, em que os criadores pequenos, autorais e independentes foram tão afetados. “Nesse momento, os espaços ficaram ainda mais reduzidos, por isso fizemos questão de abrir espaço para tanta gente nova”, afirma, sobre o recorde de estreantes deste ano. 

“Nós estamos tentando dar o suporte necessário e buscar patrocínios específicos para as marcas” conta André, sobre o momento de vulnerabilidade das marcas pequenas e autorais “Mas também tem um lado positivo (em ser pequeno), estruturas menores são mais fáceis de serem enxugadas e essas marcas tem mais facilidade de se adaptarem.” continua. 

“Talvez não seja mais só sobre roupa, é sobre outras linguagens, artes, música, cultura, moda”, essa edição da Casa de Criadores vai contar com uma série de ativações para além dos filmes e apresentações digitais das marcas, incluindo shows e apresentações musicais de grupos nacionais, como Teto Preto, Rico Dalasam, Brisa Flow, entre outros. André Hidalgo também pontua a necessidade de trazer a ‘inclusão’ e diversidade para todos os âmbitos do evento: “Não adianta você só ter estilistas mulheres ou indígenas ou trans, é também importante ter profissionais representativos, promover essa equidade em toda a estrutura, não apenas no momento do ‘glamour’” pontua. 

Nesse sentido, a Casa de Criadores sempre foi um evento muito politizado, tanto pelo posicionamento da própria organização, quanto das marcas participantes: manifestações políticas e movimentos sociais acontecem com frequência nas passarelas – agora virtuais – da CdC. “A gente teve um retrocesso muito grande nas pautas sociais, muitas portas que estavam se abrindo voltaram a se fechar. Mas por outro lado, percebo que os estilistas, marcas e profissionais têm usado isso como mais uma razão de ser e de resistir. Isso nos deu mais garra de reabrir estas portas à força” afirma André Hidalgo. 

Line-Up casa de criadores

26 de julho, 20h

Vicenta Perrotta

Mônica Anjos

Studio Ellias Kaleb

Jorge Feitosa

Dario Mittmann

Brocal

Nalimo

27 de julho, 20h

Fkawallyspunkcouture

Alexandre dos Anjos

Heloisa Faria

David Lee

Thear

Berimbau Brasil

Trashrealoficial

28 de julho, 20h

diegogama convida Cia Sacana

KF Branding

Felipe Caprestano

Shitsurei

Diego Fávaro

Ken-gá

Estúdio Traça

29 de julho, 20h

NotEqual

Jalaconda

Estamparia Social

Gefferson Vila Nova

Ateliê Criativa Vou Assim

PIM (Periferia Inventando Moda)

Oroomin

Jal Vieira

30 de julho, 20h

Rober Dognani

Santista Jeanswear

Vivão Project

Rafael Caetano

Leandro Castro

REIF

Teodora Oshima

Dendezeiro


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×