17.07.2020 / Moda / por

Apresentação da Maison Margiela reúne fotos, doc, podcast e é "uma carta de amor ao ateliê"

A Maison Margiela apresentou ontem sua coleção Artisanal com um documentário feito por Nick Knight em cima de uma ideia original de John Galliano, diretor criativo da marca. O doc é acompanhado por outros materiais, como fotos da coleção feitas por Rob Rusling e teasers, também assinados por Knight.

Por conta da pandemia, Galliano precisou pensar em outra maneira de seduzir o público no lugar do desfile. Ele então decidiu mostrar todas as etapas da criação da coleção, em detalhes, com direito a drones sobrevoando ao redor da equipe de criação, entrando e saindo de conversas. Foram dois meses de documentação de todos os movimentos feitos por Galliano e sua equipe em praticamente todos os formatos possíveis. “Eu queria retratar o processo, um método voyeurista, quase. Então, Nick tem me filmado remotamente. Eu uso GoPros, um na minha cabeça e outro no meu peito”, contou Galliano à jornalista Sarah Mower da Vogue US. Knight também reuniu diversas chamadas de zoom, mensagens de texto e imagens de câmeras térmicas, Inteligência Artificial e até um aplicativo de raio-X para capturar as texturas do trabalho manual.

“Rapidamente percebi que a moda e a maneira como a criamos e a apresentamos, nunca mais seria a mesma. Ao menos até que algum tipo de vacina seja encontrada. E assim que aceitei essa realidade, fui capaz de abraçar a idéia de que algo novo poderia acontecer, que poderíamos inovar, e isso me despertou novamente. Nada vai atrapalhar o processo criativo – eu me recuso a deixar isso acontecer!”

 

 

A coleção em si foi inspirada em uma série de referências, como imagens de esculturas de mulheres do século 19, com cortinas quase imperceptíveis, e fotos de passarela de sua própria coleção Fallen Angels, de Verão 1986, especialmente uma série de vestidos de musselina que ele havia umedecido para se apegar ao corpo (essas refs são bem claras na coleção). Então, ele fez uma comparação direta com o método de Martin Margiela de esmagar uma camiseta sob uma simples camada de material de estocagem, mais uma vez misturando os universos criativos dos dois estilistas. Galliano disse que os métodos que usou são a forma mais elevada que existe de se fazer roupa hoje. “É uma carta de amor ao ateliê”.

A marca ainda não publicou o filme de Nick Knight, fique de olho!

 


View this post on Instagram

#MaisonMargiela ‘Artisanal’ Co-ed Collection AW20 by @JGalliano 01A – Apollo II (Recicla) – Passage n°1 Grey double-breasted heroic-cut Recicla men’s tailored jacket worn with white thermocollant ghillies over transparent tights, white thermocollant loincloth and white painted pointy shoes. 01B – Apollo II (Recicla) – Passage n°1 Grey double-breasted heroic-cut Recicla men’s tailored jacket worn with white thermocollant ghillies over transparent tights, white thermocollant loincloth and white painted pointy shoes. 02 – Theia (Recicla) – Passage n°2 Dark grey single-breasted heroic-cut Recicla men’s tailored jacket worn with white thermocollant ghillies over transparent tights, white thermocollant loincloth and black patent pointy shoes. Photography by @robrusling123

A post shared by Maison Margiela (@maisonmargiela) on


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×