08.11.2018 / Moda / por

Conheça a marca britânica Bottletop, que produz bolsas feitas à mão em ateliês no Brasil

Lais Ribeiro e bolsa Bottletop | Cortesia
Lais Ribeiro e bolsa Bottletop | Cortesia

É fato que a sustentabilidade tem se tornado cada vez mais recorrente à moda, e para acompanhar o mercado, diversas marcas têm apostado na prática consciente em sua cadeia de produção, como a Bottletop – marca britânica de bolsas feitas com lacres de latinhas de metal, feitas no Brasil e com couro sustentável da Amazônia.

Idealizada em 2002 pelo britânico Cameron Saul, a marca nasce a partir de seu histórico familiar – seu pai, Roger Saul, é fundador da Mulberry e nome por trás da collab que despontou a Bottletop no mercado. O resultado? Uma bolsa com detalhes de lacres de latinhas metálicas polidas e pintadas à mão na África do Sul, considerada a best seller da Mulberry naquela temporada, e com lucro revertido a programas de educação em saúde aos artesãos africanos participantes.

Cameron Saul, co-fundador da Bottletop | Reprodução
Cameron Saul, co-fundador da Bottletop | Reprodução

Ao lado de Cameron, o sócio Oliver Wayman é quem descobriu meses depois, em uma viagem ao Brasil, a técnica artesanal do crochê com anéis de latinha de alumínio feita por uma comunidade de Itapuã, em Salvador. Após trabalho em conjunto com os artesãos locais, eles deram início à Bottletop Foundation, uma instituição filantrópica que incentiva a formação de jovens em comunidades carentes do Brasil, Malawi, Reino Unido, Moçambique e Ruanda.

O empresário, que, recentemente, participou do Iguatemi Talks, em São Paulo, reforça o caráter filantrópico como parte essencial da grife. Além de promover a economia local com o ateliê sediado em Salvador, Saul busca transformar a realidade dos moradores das comunidades – especialmente, dos jovens – por meio de projetos educacionais em saúde (prevenção do HIV, gravidez prematura, desigualdade de gênero e baixa autoestima) e orientações vocacionais custeados pela Bottletop.

Criação artesanal no ateliê Bottletop | Divulgação
Criação artesanal no ateliê Bottletop | Divulgação

A expertise artesanal é encontrada em diversos formatos de bolsa, clutches, pochetes, mochilas, tote bags e acessórios para os meninos. A marca tem uma loja física em Londres, feita por robôs em molde 3D com plástico reciclado, seguindo à risca o DNA da Bottletop: design contemporâneo, produção sustentável, colaboração entre culturas diferentes e capacitação de artesãos.

 


Visualizar esta foto no Instagram.

BOTTLETOP is proud to have launched its first flagship store on London’s iconic Regent St at number 84. ‘We are new to Regent street but this has been a 15 year journey from Uganda to Brazil, via London, Paris and New York that has seen us working to empower artisans and young people with health education through sustainable design. It’s a huge step for everyone that we support and we are here as a result of so many special people who have believed in us and our mission. Thank you to the BOTTLETOP family! Our arrival here is a reflection of the values of people around the world today who want to see business (and fashion brands) driving sustainable development and that’s so exciting!’ BOTTLETOP Co-Founder @cameronsaul. The BOTTLETOP flagship store is the worlds first zero waste, 3D printed store using waste plastic. Open now! #sustainableluxury #bottletopfamily

Uma publicação compartilhada por BOTTLETOP (@bottletoppers) em


Relacionadas


Veja Também