Conheça os novos criadores do Norte do Brasil: Parte I

Texto e curadoria Hisan Silva / Dendezeiro

O futuro da moda é diverso, inclusivo e especial. A aposta é nos pequenos produtores. É tempo de pequenas produções e grandes ideias. O que vestimos sempre foi espelho do que nós somos. Se antes uma roupa era sobre a nossa identidade, de quem as vestia e de quem as produzia, no atual momento de pesquisa interna que as pessoas e a moda estão vivendo, o que irá ao nosso corpo a partir de agora é sobre ser 100% nós mesmos.

Por muitos anos foi compreendido que estar na moda ou seguir uma tendência, ainda que nacional, significava abandonar referências dos seus berços de origens, histórias, inspirações próprias e englobar uma realidade de moda que por muito tempo as pessoas tentavam forçar se adequar, mas como um cabo de três pinos e uma tomada de dois, algumas coisas não são criadas pensadas na gente, tanto quanto sobre história quanto estrutura e ferramenta para englobar nossos diversos e múltiplos corpos.

O Norte do Brasil demarca muito bem suas influências nas sua criações. As diversas tecnologias que atravessam a moda são nitidamente desenvolvidas por base na cultura indígena. Os traços, o artesanato, as técnicas aplicadas nas roupas, imagens, acessórios refletem com início, meio e fim a construção do Norte e sua abundância cultural dentro de uma raça que tanto passou por processos de apagamentos.

CRIADORES DO NORTE / STYLISTS

Trabalho Labo Young / Reprodução
Trabalho Labo Young / Reprodução

Dentre as diversas formas de mostrar o espectro de sua verdade, a arte se reinventa, ainda que motivos dolorosos como a dificuldade de encontrar equipamentos acessíveis para construção de peças e espaço para construção de projetos. E essa reinvenção eleva os artistas a sua melhor forma de criatividade na tentativa de expressar a imensidão de histórias, sonhos, desejos e sentimentos. Selecionei 3 stylists que elevaram seus trabalhos alto nível de qualidade na construção e aplicação, assim como tantos outros espalhados pelo Norte.

Vinny Araújo de Belém tem um foco muito interessante numa estética afro e indígena futurista com um olhar bem específico e singular, tanto nas fantásticas composições nas roupas como na montagem dos cenários. @vinny_araujo

Labo Young é um jovem do Pará que tem um trabalho incrível com plantas. Ele constrói roupas, máscaras fantásticas e diversos itens fashion utilizando nada mais que folhas ainda verdes. É um trabalho necessário. Desenvolve toda uma nova percepção sobre nossas relações com a natureza e sobre o que nós consideramos sobre moda, sobre o vestir e o despir.  @laboyoung

Jean Petra também de Belém tem um trabalho maravilhoso em trazer referências em forma de releitura pela perspectiva de um jovem com os pés fincados no Norte.   @jeanpetra

_Leia também: Quem são os jovens artistas que estão criando uma nova e impactante cena cultural no Norte do país

E seguindo pela perspectiva das diversas formas de conseguir expressar sua cultura, o que sente e como se visualiza como um ser que vive, respira, inspira e transpira moda, traga uma seleção de três profissionais de maquiagem do Norte.

CRIADORES DO NORTE / BELEZA

Petra
Pietra Pojo / Reprodução

A maquiagem representa coisas diferentes de maneira individual para as pessoas, porém é uma linearidade perceber que as pinturas no rosto proporcionam todo tipo de comunicação. As pessoas conseguem contar histórias completas através das obras de artes nos seus rostos. As pinturas faciais são, na história do Brasil, expressivamente sobre um povo específico e sobre suas diversas formas de se identificar, contar histórias, demarcar espaços e até mesmo como algo religioso que conecta as pessoas aos seus deuses. Ainda que sejam duas artes que em muitos momentos são diferentes, é impossível passar por uma sem beber um pouco de outra partindo do Norte do país. As referências se cruzam, se encontram e transformam os trabalhos ainda mais especiais e únicos.

Neto Navarro é um artista que trabalha muito com a valorização das peles das pessoas como elas são, acentuando os pontos únicos, singulares das pessoas, trazendo através disso uma boa discussão sobre a diversidade das pessoas e a diversidade do ser belo. Além disso, trás diversos trabalhos com referências fortes na fauna, flora amazônica e cultura indígena no geral.  @netonavarro

Victoria Tavares conversa bastante com a diversidade, cores fortes sempre muito bem demarcadas nos incríveis olhos, como se comunicasse as pessoas que o Norte tem a visão de mundo que ninguém mais tem. É lindo ver seus trabalho, por parece uma imersão num ambiente atmosfera que as metrópoles deixaram de conhecer. Um universo de cor, brilho, cheio de alma, verde e boas inspirações. @maquiatrix

Pietra Pojo que vem da Amazônia traz um trabalho de desconstrução de sentidos, na fluidez que leva a gente a mal reconhecer a artista pelas tamanhas técnicas de mudança facial e até mesmo se envelhecer através da make a ponto de ficar irreconhecivel.  @pietrapojo

 

E assim chegamos a nossa última etapa da imersão sobre artistas do Norte tão vasto e diverso do nosso país. Chegamos no momento onde tudo deixa de ser memória para se tornar arquivo, onde nada se perde, mas se transforma, em diversas formas de interpretações e linguagens. Muito da história do Norte, assim como Nordeste, por ser mais populada por pessoas negras e indígenas, se baseiam na cultura oral. Um traço importante de defesa dessas culturas, mas também um problema na perda de registros, costumes e culturas, principalmente pela baixa de tantas vidas que seriam as responsáveis pela perpetuação desses diversos conhecimentos. Essa pesquisa é mais que uma curadoria, é um registro de vida.

A última etapa é justamente sobre as diversas formas de perpetuar culturas e congelar momentos eternamente.

CRIADORES DO NORTE / FOTOGRAFIA

Mistura de foto e pintura de
Mistura de foto e pintura de Vitoria Leona / Reprodução

A fotografia é sobre especificidades nos olhares e especificidades de compreensão do mundo, por isso escolhi três artistas de fotografia do Norte com visões completamente diferentes da mesma beleza.

Nay Jinknss tem um traço muito específico nas construção de suas fotos, no identificar a humanidade das pessoas e retratando-as da maneira que ela realmente são, com suas histórias e suas verdades. @nayjinksnss

Vitoria Leona tem um trabalho lindo de mesclar a realidade com a fantasia, elevando as artes e a imaginação um pouco além. Ela brinca de um jeito muito bacana nas mesclagem de fotografias e pinturas. @vitorialeona

Caroline Matos nos transporta para uma fantasia real através de suas fotos. No meio de pessoas reais, ela nos leva pra registros que afloram nossa imaginação.  @filhadevenus 

 

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×