15.04.2016 / Moda

De Lampião a Pablo Escobar, Cavalera traz referências dos gângsters e mafiosos para o Inverno 2016

Os chapéus e patches de dados e armas deram o tom da figura gângster "do bem" da Cavalera ©Agência Fotosite
Os chapéus e patches de dados e armas deram o tom da figura gângster "do bem" da Cavalera ©Agência Fotosite

A história das figuras subversivas e polêmicas da máfia foram personagens principais que auxiliaram Alberto Hiar a traçar a coleção de Outono-Inverno 2016 da Cavalera, apresentada (13.04) em um galpão no Brás. De Lampião a Pablo Escobar, gângsters, caveiras, munições , dark roses, constelações e armamentos foram transformados em estampas. Apesar de recorrer ao passado, a Cavalera fez um mix de produtos – que conta com jaquetas, moletons, calças e coletes – com uma modelagem muito mais contemporânea. Integrando o movimento “see now, buy now”, os produtos apresentados no desfile chegam às lojas a partir de hoje.

As peças utilitárias, que vão do clássico jeans às calças jogging, são combinadas com a alfaiataria, de paletós, coletes e calças. As parkas e os chapéus de gângster davam o tom das figuras misteriosas imaginadas por Alberto. A extravagância dos cordões de ouro e os lenços amarrados foram as referências transportadas do universo do hip hop. Do mundo da jogatina vieram as fichas de poker, que viraram brincos, assim como os naipes de cartas de baralho, dados e garrafas de bebidas que se transformam em patches nas jaquetas bomber, shorts e camisetas.

Para as mulheres, vestidos fluidos com fendas e babados, sobrepostos de casacos oversized, que apesar de despertarem certa sensualidade, tinham um quê masculino.

Veja na galeria abaixo o desfile completo da Cavalera.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×