03.04.2020 / Moda / por

Designer de sapatos Sergio Rossi morre aos 84 anos por coronavírus

O designer italiano Sergio Rossi / Reprodução
O designer italiano Sergio Rossi / Reprodução

O designer de calçados italiano Sergio Rossi morreu aos 84 anos, de complicações relacionadas ao coronavírus. Ele ficou internado alguns dias em Cesena, cidade em uma das regiões mais afetadas pela pandemia. No mês passado, Rossi doou € 100 mil ao hospital Sacco, em Milão, para ajudar na luta contra o vírus.

A notícia foi anunciada nesta sexta de manhã pelo CEO da marca, Riccardo Sciutto, que disse WWD: “Ele era um mestre, foi um grande prazer conhecê-lo. Ele foi nosso guia espiritual e hoje é mais do que nunca”.

Filho de sapateiro, com quem aprendeu o ofício, Rossi começou a vender seus calçados em 1968, antes ainda de lançar sua própria marca. Sua marca foi usada por celebridades como Lupita Nyong’o, Rihanna, Ariana Grande e Kate Midleton, e também vista nas passarelas de Azzedine Alaïa e Versace, entre outras.

Em 1999, a Sergio Rossi foi vendida ao Grupo Gucci (hoje conhecido como Kering) e em 2015 foi vendida ao grupo de investimentos Investindustrial.

Sciutto disse que o designer “amava as mulheres e conseguiu capturar a feminilidade de uma maneira única. Ele nunca foi exagerado, sempre de bom gosto. Os sapatos eram sempre usáveis e ele nunca ficou satisfeito até que fossem perfeitos. Eles não eram acessórios para ele. Ele me disse uma vez que queria criar a extensão perfeita da perna de uma mulher”.

Seu filho, Gianvito Rossi, que seguiu os passos do pai como designer de sapatos, escreveu: “Com o fogo inextinguível de sua paixão, você nos ensinou que não há limites para quem ama o que faz. Adeus, mestre”.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×