Em mudança inesperada, Daniel Lee deixa a direção criativa da Bottega Veneta

Matthieu Blazy é anunciado como substituto imediato e já tem estreia marcada para a temporada de inverno, em fevereiro de 2022

daniel-lee-portrait-300dpi-2-1529068667

Atualizado dia 15.11.2021 às 17h

Desde que se tornou diretor criativo da Bottega Veneta em 2018, Daniel Lee injetou nova vida e energia na etiqueta, que chegou a se tornar a terceira e posteriormente a quarta marca mais lucrativa do grupo Kering, atrás de Gucci, Saint Laurent e Balenciaga, apenas.

A direção de Daniel fez da Bottega uma marca mais conhecida e símbolo de desejo para as novas gerações recheando os feeds dos fashionistas no Instagram – mesmo tendo deletado todas as suas redes sociais.

Segundo a Bottega e Daniel, a sua saída foi uma decisão conjunta, de ambas partes. Em comunicado oficial, o designer afirma: “Meu tempo na Bottega Veneta tem sido uma experiência incrível. Estou muito grato de ter trabalhado com um time excepcional e talentoso e para sempre agradecido a todo mundo que foi parte da criação da nossa visão. Obrigado ao François-Henri Pinault pelo seu apoio e pela oportunidade de se ruma parte da história da Bottega.”

“Gostaria de agradecer ao Daniel por sua dedicação à maison nos últimos três anos. Ele trouxe um novo senso de perspectiva e um novo senso de modernidade, enquanto permaneceu respeitoso aos 50 anos de legado da marca. O crescimento notório da marca nos últimos três anos é testemunha do sucesso de seu trabalho criativo.” afirmou Leo Rongone, CEO da Bottega, em comunicado enviado à imprensa.

François-Henri Pinault, CEO of Kering, declarou: “Estou muito grato ao Daniel por ter trazido sua paixão e energia à Bottega Veneta. Sua visão singular fez a herança da Casa relevante para os tempos de hoje a colocou de volta no centro da moda. Eu gostaria de pessoalmente agradecê-lo pelo capítulo único que ele tem escrito na longa história da Bottega Veneta.”.

A saída é uma surpresa, já que Daniel Lee alçou a marca novamente ao sucesso e centro das atenções do mundo da moda, com igual sucesso comercial e de crítica, apesar das polêmicas. Um novo diretor criativo será apontado em breve, segundo comunicado oficial enviado à imprensa.

Matthieu Blazy é anunciado como o novo diretor criativo da marca

Menos de uma semana depois que a notícia da saída de Daniel Lee da Bottega Veneta pegou todos de surpresa – gerando especulação sobre o porquê – a casa italiana anunciou que Matthieu Blazy vai assumir a posição de Diretor Criativo imediatamente, mostrando sua primeira coleção em fevereiro de 2022.

Embora Matthieu seja um designer pouco conhecido da grande mídia, ele tem passagens por marcas como Raf Simons, Calvin Klein, Maison Martin Margiela e Céline (assim como Daniel Lee). O estilista parisiense, formado na La Cambre de Bruxelas, havia entrado para a equipe de Lee na Bottega Veneta como diretor de design de prét-à-porter apenas em 2020.

“Matthieu Blazy é um extraordinariamente talentoso, a quem estou orgulhoso e animado em confiar o comando criativo de nossa casa de luxo”, disse Leo Rongone, CEO da Bottega Veneta, em um comunicado. “A Bottega Veneta sempre foi reconhecida pelo artesanato exclusivo e criatividade distinta. A nomeação de Matthieu aumentará ainda mais a relevância atual de nossa marca e acelerará nosso crescimento, preservando os valores que estão no cerne da Bottega Veneta.”

matthieu blazy. foto: willy vanderperre. divulgação
matthieu blazy. foto: willy vanderperre. divulgação

Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×