22.05.2019 / Moda / por

Gosha Rubchinskiy faz parceria com a Diesel e fortalece sua nova marca GR-Uniforma

Coleção de Gosha com a linha Red Tag da Diesel / Reprodução
Coleção de Gosha com a linha Red Tag da Diesel / Reprodução

Gosha Rubchinskiy está lançando uma coleção com a linha Red Tag, da Diesel. O designer russo é o terceiro a colaborar com a marca, depois de Shayne Oliver (Hood by Air) e Glenn Martens (Y/Project). Renzo Rosso, fundador da Diesel, disse que escolheu Gosha por seu olhar único no crossover entre moda e streetwear.

As cores e formas das peças olham para os artistas russos de vanguarda do século 20 e para a cena jovem de Moscou, dois aspectos recorrentes no trabalho do designer russo. A coleção foi lançada este mês com uma loja pop-up em Berlim, mas também está sendo vendida em multimarcas como Dover Street Market e Selfridges, além das lojas da Diesel e Comme des Garçons (Gosha é apadrinhado pela marca japonesa).

O designer disse ao WWD que trabalhar com a Diesel o remeteu à Moscou dos anos 1990. “Foi uma das primeiras marcas que chegou ao mercado russo, e eles costumavam ter uma loja ao lado da Praça Vermelha. Lembro-me de visitá-la muitas vezes, não apenas para ver as coleções, mas também as campanhas incríveis da Diesel”. 

No ano passado, Rubchinskiy decidiu parar de desfilar e anunciou que estava  criando um novo projeto que resultou no surgimento da GR-Uniforma, uma marca que examina a ideia do uniforme e a roupa como propósito. Eu queria tentar algo novo, então pensei: “Que tal gravar um álbum de música? Ou pensar em ópera? Estou animado, porque você precisa de tempo para aprender algo, para experimentar algo que nunca fez antes. Eu sei muito bem como fazer um desfile, mas e uma ópera? E se não for uma ópera real, então a ideia disso, o projeto de uma ópera…”, diz sobre a GR.

Além disso, ele também continua com a Rassvet, que descreve como uma comunidade de jovens moscovitas que tem trazido energia nova para as cenas de moda, arte, música e skate da cidade. A palavra Rassvet, que significa nascer do sol, reflete o desejo de destacar um novo amanhecer na cultura jovem russa.

Coleção de Gosha / Reprodução
Coleção de Gosha Rubchinskiy / Reprodução

O designer vem de um período mais introspectivo quando, em dezembro passado, passou por um escândalo nas redes sociais. Na época, Gosha foi acusado por um menino de 16 anos de “comportamento inapropriado”. Ao WWD ele disse: “Nos últimos 10 anos em que trabalhei em projetos pessoais e profissionais, colaborei com uma variedade de modelos e criativos de todas as faixas etárias e nacionalidades. Eu nunca escondi o fato de que nós fazemos nossos castings através do Instagram, e descobrir novos talentos de todo o mundo através desta plataforma era parte da força de nossos desfiles e projetos”.

“Todo programa ou projeto em que trabalhei foi gerenciado de maneira profissional e todas as alegações feitas contra mim são completamente falsas. Eu sei que todos que já trabalharam comigo podem atestar isso, e essas falsas acusações não apenas me prejudicam, mas também minha equipe, amigos, colaboradores e modelos que aparecem no meu trabalho”. 

Com a GR-Uniform, ele volta com sua interpretação do que é contemporâneo. E segundo ele, o streetwear está com os dias contados. “Os tempos estão mudando, e foi interessante ver como o streetwear chegou às passarelas e a outros mercados. Mas agora isso já passou”, disse ele. “Eu ainda estou tentando sentir o que está acontecendo, tentando entender o que é relevante agora e, para mim, é o uniforme, mas você precisa escolher seu próprio uniforme. Estou tentando entender o que é o meu próprio uniforme”.

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×