31.08.2016 / Moda / por

Marca de lingerie Hope comemora 50 anos com super desfile

Momento final do desfile ©Caio Gallucci/Cortesia
Momento final do desfile ©Caio Gallucci/Cortesia

50 anos

A Hope comemora seu cinquentenário com algumas ações, como o super desfile que aconteceu no teatro Santander, no shopping JK Iguatemi. “Estamos trabalhando nele desde maio e a ideia é que ele vire um evento fixo anual para promover o setor como um todo”, contou Sandra Chayo, diretora de marketing da marca. Há também uma exposição em andamento sobre a história da lingerie nos últimos 50 anos que deve acontecer em 2017. A Hope tem 170 lojas, sendo que dessas, 160 são franquias.

Super time

Paulo Borges e Ehr Ray no ensaio do desfile ©Caio Gallucci/Cortesia
Paulo Martinez, Paulo Borges e Erh Ray no ensaio do desfile ©Caio Gallucci/Cortesia

O desfile foi uma super produção dirigida por Paulo Borges, com concepção de Erh Ray e trilha de Zé Pedro com o produtor João Deogracias. Eles produziram tudo do zero, incluindo faixas como “Novak”, de Fat Freddy’s Drop, com arranjos de violino ao vivo e convidaram Anna Gelinskas para cantar músicas que remetem aos cabarés. Com seu visual pin-up e voz forte, Anna ajudou a construir a cena para inspirar as modelos.

Em cena

©Caio Gallucci/Cortesia
©Caio Gallucci/Cortesia

A cenografia foi inspirada em musicais como Chicago e shows burlescos. Cada cena tinha uma surpresa, seja a conhecida imagem das dançarinas nas cadeiras ou jogo de luzes e sombras que criavam a atmosfera de um cabaré. Certamente, foi um show que rendeu ótimas imagens para todos que não paravam de fotografar com seus celulares a cada modelo que entrava.

Casting

desfile-hope-lingerie
Mari Calazan no backstage do desfile da Hope ©FFW

Atual rosto da marca, Izabel Goulart foi a estrela da noite, abrindo o desfile em um look preto fetichista, com cinta liga, body transparente e salto altíssimo. O casting também contou com outras tops como Daiane Conterato, Barbara Di Creedo, Vivi Orth, Alícia Kuczman, Barbara Berger, Fabi Mayer e Mariana Calazan. No camarim, elas circulavam com robes com seus nomes nas costas.

Show time

Entrada final das modelos ©Caio Gallucci/Cortesia
Entrada final das modelos ©Caio Gallucci/Cortesia

O desfile foi dividido em atos, cada um com um estilo e cor de lingerie. Com styling de Paulo Martinez e beleza de Rodrigo Costa, o show começou com looks mais fetiches, todos pretos, com corsets, bodies e transparências. Passou pelos azuis, pela delicadeza do rosa clarinho, uma série coral e peças que compõem o universo da lingerie, como robes e camisolas. A marca mostrou porque é uma das mais importantes do segmento no Brasil com diversos tipos de tops, calcinhas e bodies, muito trabalho em renda, recortes e decotes – que já estão à venda.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×