Na COP26, Stella McCartney revela exposição e protagoniza discussões sobre moda

Conferência internacional sobre sustentabilidade tem levantado discussões também sobre a indústria da moda

Começou no último dia 31 de Outubro e vai até o próximo dia 12 de Novembro, está a COP26, em Glasgow, na Escócia. A conferência internacional reúne líderes políticos de 196 países, além de personalidades importantes para o tema da sustentabilidade, setor privado e sociedade civil. O evento foca na discussão sobre a sustentabilidade e, principalmente na urgente redução das emissões de carbono e diminuição dos impactos do aquecimento global.

Apesar de sofrer críticas pela exclusão de lideranças femininas indígenas e pelo excesso de viagens em jatos particulares para o evento, é a primeira vez que a COP26 tem a discussão em torno da indústria da moda como um dos temas centrais do evento, com pressão da sociedade civil e líderes para legislações sobre as práticas da indústria têxtil. Os grupos LVMH, Kering, a Burberry e Stella McCartney são algumas das lideranças da moda presentes no evento.

A designer inglesa Stella McCartney tem capitaneado algumas dessas discussões, com sua moda eco-friendly e busca constante por inovação através da criação de materiais mais sustentáveis para fabricação de suas coleções. No evento, ela revelou a exposição Future of Fashion: An Innovation Conversation with Stella McCartney. A exposição explora a possibilidasde de aplicação e uso de materiais inovadores pela designer e planos para o futuro.2z7a3274-k5b543uq-2021-11-03

EXPOSIÇÃO FUTURE OF FASHION, DE STELLA MCCARTNEY | REPRODUÇÃO

Dentre as criações expostas estão peças feitas de Mylo, o inovador couro de cogumelos que se decompõe rapidamente, desenvolvido pela marca, as primeiras chuteiras de futebol veganas, criadas por Stella em parceria com a Adidas e Paul Pogba, algodão regenerativo da Söktaş e nylon resgatado do plástico dos oceanos e pós-consumo.

A designer também tem usado sua plataforma na COP26 para convidar os delegados e público a assinarem um acordo sobre o fim do uso de couro e pele na moda, que também é bastante prejudicial à natureza. Ela comandará o painel “Circularidade, Escala e Estilo: Quando nós atingiremos essa massa crítica?”

“Vim aqui para mostrar o futuro da moda e simplesmente fazer ver a todos que existe uma outra forma de fazer as coisas, apostando na tecnologia e novas startups” Stella McCartney

“Temos que fazer com que as pessoas entendam que centenas de milhões de animais são mortos todos os anos para a indústria da moda. Acho que sou uma das poucas estilistas aqui. E infelizmente, somos uma das indústrias mais nocivas para o meio ambiente” disse Stella em uma serie de posts em seu Instagram, direto da conferência. Segundo relatórios do ano passado, a moda seria responsável por até 10% das emissões globais de gases de efeito estufa no mundo.

Além das discussões sobre a regulamentação e leis mais rígidas para a indústria têxtil, também se discute a liquidação das emissões de gases estufa pela indústria da moda até 2050.

principe charles, Stella Mccartney e leonardo di caprio na cop 26. reprodução Instagram
principe charles, Stella Mccartney e leonardo di caprio na cop 26. reprodução Instagram

Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×