25.09.2018 / Moda / por

O que você precisa saber sobre o desfile da Gucci de Verão 2019

Looks da Gucci Verão 2019 / Cortesia
Looks da Gucci Verão 2019 / Cortesia

Paris

Este desfile encerra a trilogia francesa da Gucci que começou com uma campanha de Pre-Fall inspirada no movimento de estudantes em maio de 1968. Depois, veio o desfile de Resort em Arles, no sul da França. E agora, a apresentação do Verão 2019 no Le Palace, que foi a resposta francesa ao Studio 54.

O desfilecaptura-de-tela-2018-09-25-as-07-05-46

O desfile abre com um filme dos anos 70, dos diretores de teatro de vanguarda Leo de Berardinis e Perla Peragallo. A produção independente de cores saturadas representa um mergulho de Alessandro Michele na cultura underground, um espaço-tempo onde nasciam ideias radicais para música e arte. O próprio local do desfile, o Le Palace, foi palco de uma cena noturna e artística em outros tempos (veja mais abaixo).

Veja todos os looks do desfile de verão 19 da Gucci

Entendendo Alessandro Michele

Para entender a estética de Michele, basta saber  alguns fatos sobre sua infância: ele cresceu em Roma e era levado por seu pai em caminhadas em museus e parques, em que explicava sobre Zeus e Afrodite, em longas pausas em frente a cada estátua. Ele estudou em um convento e ficou com a lembrança das freiras como “estranhas e lindas naquelas vestes pretas, como se fossem de outro planeta”, disse em entrevista ao BoF. Ele lembra também da Signora Pistolesi, avó do diretor da Accademia di Costume e di Moda, onde ele estudou moda. “Era amiga de Grace Kelly, amida de Piero Tosi, tão chique com seu cabelo maluco, joias maravilhosas e presença – era como se estivéssemos de frente para uma obra prima”.

Ele estudava em uma escola em que reparava na avó do diretor… Se juntar apenas essas três referências já dá para ter uma ideia de onde surgem as coleções de passarela da Gucci. Michele oferece algo muito além da roupa, que podemos sentir, sem saber o que é exatamente. “Quando você trabalha em uma empresa grande, você tem uma voz. Você tem que descrever mais sobre a vida e menos sobre saias”.

 

Mickey

 

Janis Joplincaptura-de-tela-2018-09-24-as-18-35-27

Um dos looks tinha um chapéu de feltro inspirado na cantora Janis Joplin.

Dolly Partoncaptura-de-tela-2018-09-24-as-18-37-03

A Gucci fez uma homenagem a cantora country Dolly Parton, com um colete jeans com sua imagem na parte de trás.

Óculos máscaracaptura-de-tela-2018-09-24-as-18-50-13

Michele trouxe de volta os óculos máscara que Tom Ford criou em sua época na Gucci e que era muito usado por Carine Roitfeld.

 

Jane Birkin Gig

E de repente Jane Birkin levanta de sua cadeira e começa a cantar Baby Alone in Babylone, música de Brahms, com letra de seu ex Serge Gainsbourg. Momento poético, silencioso, calmo e elegante.

Théâtre Le Palace

O Théâtre Le Palace, local escolhido para o desfile, tem uma história com a cultura parisiense há quase um século. Ele também já foi palco de uma cena hedonista, paraíso disco.

Jared Leto

Um dos convidados especiais de Michele é o ator e músico Jared Leto, que incorpora melhor que ninguém o novo espírito da Gucci. E, como sempre, parou tudo ao chegar. Entre outros convidados estavam a atriz Faye Dunway, Hari Nef e Kai, estrela do K-Pop.

Gran finale

O local era super escuro, dificultando a visão do público. A imagem que ficou foi o momento final, com os 84 modelos juntos no palco, com todas as suas cores, texturas e brilhos.


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×