FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade

    FFW Entrevista: Oskar Metsavaht

    Sustentabilidade, cenário da moda atual, Projeto Pirarucu e os 35 anos da Osklen

    FFW Entrevista: Oskar Metsavaht

    Sustentabilidade, cenário da moda atual, Projeto Pirarucu e os 35 anos da Osklen

    POR Vinicius Alencar

    Prestes a completas 35 anos, a Osklen é uma marca referência no cenário nacional, seja entre insiders ou os que não entendem tanto de moda assim. Em comemoração aos 15 anos do Projeto Pirarucu, a marca acaba de lançar uma edição especial, a red edition – que como o nome sugere, traz o couro e a indefectível textura em tom vermelho vibrante. O resultado da conversa com o diretor da marca, Oskar Metsavaht, você vê na sequência.

     

    O consumidor da Osklen mudou muito ao longo desses anos? Ou é algo que se mantém e amadureceu com a marca?

    A Osklen é a expressão de um lifestyle que equilibra a vida urbana com a natureza, onde o orgânico e o tecnológico, o local e o global, o luxo e a simplicidade se complementam. Acreditamos na moda como uma forma de expressão cultural que se reflete e é refletida pela sociedade.
    Assim como a moda, o nosso consumidor acompanhou as tendências da sociedade. A Osklen não é uma marca pautada por idade e sim por lifestyle, por códigos e elementos de estilo que transcendem as barreiras geracionais. Percebemos que o nosso público, independente da idade, é motivado por valores e percepções sobre a marca muito similares. Desde a sua criação, no final dos anos 1980, a Osklen investe em inovações que façam a diferença, tanto para os consumidores, quanto para a cadeia produtiva. E manter esse compromisso com a qualidade, design e sustentabilidade, nos permitiu
    continuar relevantes e atraentes para uma ampla gama de consumidores, que nos buscam seja pelas linhas mais casuais quanto pelas linhas mais sofisticadas. Nossas coleções são resultado do equilíbrio de moda, lifestyle, artes e sustentabilidade. Tanto no luxo, quanto nas peças que fazem conexão ao sportwear, olhamos para o passado para construir o futuro, criando produtos que atendem a um público que valoriza o design autoral e sua versatilidade.

    Desses 35, 15 anos já existe o projeto Pirarucu, foi em um momento onde iniciativas como essa eram bem pontuais ou inexistentes. Como você vê o cenário atual da moda em buscar inovações de materiais?

    Somos pioneiros em inovação no uso de matérias-primas sustentáveis na indústria da moda, muito antes do início do projeto Pirarucu Fish Skin nascer. Em 1998, produzimos a primeira t-shirt com algodão orgânico na composição — uma inovação no mercado brasileiro até então.
    Nos destacamos por uma abordagem visionária, pesquisando, desenvolvendo e introduzindo materiais sustentáveis e melhores práticas considerando meio-
    ambiente e comunidades ao seu redor. Esse interesse e desenvolvimento surge
    muito antes da sustentabilidade se tornar uma pauta global.

    O Projeto Pirarucu Fish Skin surge já nos anos 2000 e se expande junto ao
    desenvolvimento de matérias-primas com características sustentáveis, baseadas em critérios com base em critérios sociais, ambientais e econômicos, desenvolvidas junto ao Instituto-E. Nossos projetos vão além do Pirarucu Fish Skin Project e incluem linho-reciclado, cânhamo, juta da amazônia e diversas fibras recicladas. Continuaremos a explorar e implementar novas tecnologias e materiais, mantendo-nos na vanguarda.
    A gente percebe e sente orgulho de ver o movimento da Osklen no desenvolvimento de novas matérias-primas sustentáveis e no uso de materiais desenvolvidos por nós sendo utilizado por novas marcas e designers. Nos sentimos responsáveis por fazer parte desse importante passo na construção de uma indústria da moda mais responsável.
    Hoje a inovação na indústria têxtil e na moda tem potencial de ser uma força poderosa de individualização e sustentabilidade sempre que feita de forma genuína e original. Acreditamos que a busca por materiais sustentáveis e práticas inovadoras com baixo impacto deve ser uma prioridade para todas as empresas, não só no segmento da moda, mas na indústria como um todo.

    As produções em pequena escala, feitas sob medida, são um reflexo da Osklen de ser mais sustentável? Ou isso se estende a um posicionamento focado mais exclusividade também?

    Ao longo de mais de 30 anos, nós na Osklen, criamos coleções que reforçam a união dos pilares da arte, design, lifestyle e sustentabilidade. Priorizamos o pensamento sustentável em nossos materiais e processos de fabricação, buscando minimizar o impacto socioambiental sempre que possível.
    Dentro desse vasto universo de coleções, surgem as edições especiais, que foram introduzidas como uma maneira de manter nossa conexão com desfiles e propostas mais disruptivas. São peças produzidas com um olhar minucioso em nosso próprio ateliê. Acreditamos que a moda desempenha um papel crucial ao mostrar que a sustentabilidade é um componente fundamental do conceito de novo luxo. Este conceito abrange o desenvolvimento sustentável e uso responsável dos recursos naturais. Na Osklen, buscamos produzir nossas coleções alinhadas ao conceito de slow fashion – valorizando todas as etapas da cadeia produtiva, desenvolvendo produtos que sejam cada vez mais duráveis e incentivando um consumo mais consciente.

    Não temos a pretensão, seja nas edições especiais ou nas coleções, de produzir em grande escala, e sim, de fazer uma moda mais consciente e consistente.
    Entendemos que a exclusividade não é uma estratégia de escassez. Quando
    trabalhamos com cadeias produtivas como a do pirarucu, por exemplo, temos algumas restrições relacionadas à produção em maior escala. O uso da pele de
    pirarucu segue o Plano de Manejo Sustentável em conformidade com as leis ambientais e o ciclo reprodutivo da espécie.

    A Red Edition é algo específico deste lançamento ou em cada novo
    lançamento promete estar presente de alguma forma? Exemplo: dessa ser o pirarucu urucum e em uma próxima ser uma estampa ou algo do tipo.

    As edições especiais fazem parte de um processo construído a cada coleção e fazemos isso para abrir espaço para nossas ideias mais disruptivas e conceituais que se assemelham ao que seria levado para as passarelas.
    Red Edition é uma edição especial dentro da nossa coleção de inverno, que acontece num período marcante da nossa história – a celebração dos 15 anos do Projeto Pirarucu Fish Skin. Por isso, Red Edition se torna ainda mais especial.
    Essas edições continuarão a ser lançadas ao longo das temporadas futuras, não se restringindo apenas ao uso da pele de pirarucu. Se conectam com nossas coleções, inspirações e conceitos.

    E, por fim, como o Oskar enxerga o cenário de moda atual? E quais os próximos passos e desejos da Osklen?

    Vejo o cenário da moda atual como um reflexo do comportamento da sociedade. Estamos em um momento de exuberância de ideias e expressões individuais, com novas tribos e comportamentos emergindo em meio a incertezas filosóficas, ideológicas, crises individuais e sociais.
    É natural que a moda siga esse caminho, tornando-se um espaço mais diverso e capaz de quebrar preconceitos. No entanto, isso também leva a uma pasteurização da moda, com muitas marcas surgindo com identidades muito similares e produtos com o mesmo estilo. Em contrapartida, outra consequência dessa pasteurização é a abertura de espaço para que marcas com identidade mais autêntica se destaquem. Acredito que as marcas que se mantêm fiéis aos seus códigos e elementos individualizados e coesos irão se consolidar.

    Quando falamos de futuro, a Osklen segue sendo fiel ao DNA mesmo na busca de novos caminhos. Manteremos nossa essência e, assim, nossa força. Seguimos o movimento constante de mergulho nos nossos elementos de estilo que mantêm a consistência da marca há tantos anos.

    Não deixe de ver
    Gisele Bündchen estrela nova campanha da Balmain fotografada por brasileiro
    Sasha Meneghel e Maisa entre fashionistas no jantar da Loewe em São Paulo
    A história do vestido de estampa de jornal da Dior e Carrie Bradshaw
    Havaianas e Dolce & Gabbana lançam chinelos de 350 reais
    Como a On se tornou a marca esportiva que mais cresce
    Guia FFW do Garimpo: Brechós Y2K
    Iguatemi reúne players da moda internacional em jantar exclusivo em Nova York
    Chanel confirma saída de Virginie Viard da direção criativa
    Lenço & boné: o truque de styling da vez vai fazer sua cabeça
    Pabllo Vittar fala sobre processo criativo, sua coleção com adidas e amizade com Madonna
    FFW