23.10.2018 / Moda / por

Veteranos da moda: 5 perguntas para Reinaldo Lourenço

Reinaldo Lourenço ao final de seu desfile no SPFW N46 © Marcelo Soubhia / Fotosite
Reinaldo Lourenço ao final de seu desfile no SPFW N46 © Marcelo Soubhia / Fotosite

Reinaldo Lourenço desfila no SPFW desde a primeira edição e mantém sua marca entre as mais relevantes do mercado há 34 anos. A seguir, ele responde 5 perguntas sobre sua longevidade na moda brasileira. Veja também como foi o desfile do estilista nesta edição do evento.

+ Veteranos da Moda: veja também nosso papo com Amir Slama e Lino Villaventura

O que uma marca de moda precisa para se manter forte no mercado como a sua, ao longo de tantos anos?
O mais importante é você estar sempre ligado, procurando o novo, olhando para os jovens, tentando se reinventar, sabendo que, em moda, as coisas mudam. Você tem que ter seu estilo próprio, mas tem que procurar novos materiais, tem que surpreender sempre seu cliente. Tanto no show quanto na imagem e, principalmente, no produto.

Quais você considera as mudanças mais importantes na sua marca ao longo de todos estes anos?
Não posso dizer que estou especialmente num bom momento, porque para mim, profissionalmente, as coisas foram se construindo a cada dia, de maneira crescente: nunca fui aquela pessoa que teve um sucesso absoluto no começo, por exemplo. Então, hoje, me mantenho pleno, estável. Tenho conquistado clientes jovens, ao mesmo tempo em que permanecem as mães delas e suas avós. Você pode reparar que na plateia do desfile tem também muita menina bem jovem, que veste Reinaldo. Estou fazendo roupa para essa garota também.

Qual a importância dos desfiles de moda para a sua marca?
Primeiro de tudo é algo que eu amo. Segundo, é o momento em que você mostra sua coleção, mostra sua ideia. É o momento de magia que a moda precisa. Por isso o desfile é fundamental para a moda.

O que você acha da nova geração de marcas/estilistas?
Neste momento, não consigo pensar em ninguém que tenha me impressionado recentemente. Talvez porque, por outro lado, a moda esteja passando por um momento de transformação. O consumo (a maneira como as pessoas consomem) também está mudando. Daqui a uns dez anos a gente vai olhar para trás e vai ver que estamos agora num momento exato de transição.

E ideias novas de moda?
O instagram hoje é um grande comunicador. Nesses últimos cinco anos virou referência e hoje tem o poder de disseminar a moda.


Relacionadas


Veja Também