FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade
    $$$$$$
    $$$$$$
    POR Redação

    Miranda Kerr, Alessandra Ambrósio, Adriana Lima, Doutzen Kroes, Candice Swanepoel, Behati Prinsloo, Lily Aldridge e Erin Heatherton, no desfile de 2012 da Victoria’s Secret ©Reprodução

    Ser uma Angel da Victoria’s Secret possibilita muito mais que notoriedade: de acordo com a lista de 2012 da “Forbes” que aponta as 10 modelos mais bem pagas do mundo, seis das inclusas são ou já foram garotas-propaganda da marca americana de roupas íntimas e de praia.

    Gisele Bündchen, primeira colocada da lista há mais de cinco anos, foi Angel da Victoria’s Secret de 2000 até meados de 2007. Hoje, a modelo gaúcha possui contratos com a Pantene, a Sky, a Hope e a Esprit, entre outras, e acumulou US$ 45 milhões (R$ 90,8 milhões) entre maio de 2011 e maio de 2012.

    Adriana Lima para a Victoria’s Secret ©Reprodução

    Adriana Lima é Angel da Victoria’s Secret desde 2000 e já estrelou campanhas da Miu Miu, Prada, Donna Karan e Givenchy. Entre maio de 2011 e 2012, a baiana lucrou US$ 7,3 milhões (R$ 14,8 milhões), um valor bem abaixo do acumulado por Gisele, mas o suficiente para colocá-la no quarto lugar da lista (Kate Moss e Natalia Vodianova aparecem em segundo e terceiro, respectivamente).

    A holandesa Doutzen Kroes, contratada pela Victoria’s Secret em 2004 e, em 2008, alçada ao posto de angel, veio logo abaixo de Adriana Lima, em quinto, com US$ 6,9 milhões (R$ 14 milhões), já Alessandra Ambrósio aparece em sexto com um rendimento anual de US$ 6,6 milhões (R$ 13,3 milhões) e Miranda Kerr, no sétimo lugar, com US$ 4 milhões (R$ 8,1 milhões).

    Alessandra Ambrósio no desfile de 2012 da Victoria’a Secret ©Reprodução

    Por último, no décimo lugar da lista, vem a sul-africana Candice Swanepoel, que, assim como Alessandra Ambrósio, é garota-propaganda da Colcci. Com US$ 3,1 milhões (R$ 6,25 milhões), ela é uma das mais importantes Angels da Victoria’s Secret e protagonista de campanhas da Juicy Couture, Miu Miu, Oscar de la Renta e do perfume Bright Crystal, da Versace.

    O “WWD” foi em busca de explicações para o apelo exercido pelas contratadas da Victoria’s Secret e, de acordo com Richard Habberley, da DNA Model Management, “tornar-se uma Angel aumenta significativamente o potencial lucrativo de uma modelo devido a sua visibilidade ao redor do mundo. […] Transforma completamente a carreira das garotas”. Já Carol White, fundadora da agência Model Management, de Londres, disse ao site que “[virar Angel] foi a coisa mais massiva que poderia acontecer com Miranda Kerr. Fez o nome dela; quem tinha ouvido dela antes da Victoria’s Secret?”.

    Além dos contratos de moda milionários, desfilar para a Victoria’s Secret abre caminhos para outras carreiras, como bem lembra o “WWD”. Heidi Klum e Tyra Banks se tornaram apresentadoras de televisão e, apesar da aposentadoria das passarelas, ganharam o status de celebridade. Já Rosie Huntington-Whiteley se arrisca na carreira de atriz e como designer de roupas íntimas em sua parceria com a rede britânica Marks and Spencer.

    Não deixe de ver
    Chinesa Temu chega ao Brasil em 2024
    A diferença entre o design feminino criado por homens e mulheres
    Georgina Rodriguez desfila com camisa de CR7 em Paris
    Off-White apresenta novos sneakers inspirados em bolas de basquete
    Bruna Marquezine brilha no desfile da Saint Laurent
    The Row, marca das Olsens, proíbe o uso de celular durante desfile em Paris
    Inditex, dona da Zara, lança marca para competir com a Shein
    SILFAR a marca brasileira favorita de Ivete Sangalo, Iza e Ludmilla
    Emma Watson, Solange Knowles, Bruna Marquezine e mais: as celebridades na Milão Fashion Week