22.01.2021 / Moda / por

Y/Project: como a marca se mantém entre as mais relevantes da moda hoje

A Y/Project é uma das marcas que diminuiu o ritmo de suas coleções e a quantidade de desfiles anuais. A crise do Covid-19 teve impacto na decisão, mas não foi o único fator levado em consideração. Junto com a pausa para reflexão induzida pela pandemia sobre a evolução da indústria da moda e da própria empresa, a marca também teve que levar em conta o fato de que o diretor criativo Glenn Martens agora divide seu tempo como diretor de criação da Diesel, posto que assumiu no fim do ano passado. 

Veja a coleção de verão 21 da Y/Project

O começo de tudo

Glenn tem feito trabalho elogiado na Y/Project e tornou-se um dos criativos de moda mais comentados no circuito internacional. Quando ele assumiu o cargo de diretor criativo da Y/Project, ele pegou uma marca em uma fase de transição, talvez um dos mais difíceis que uma equipe tem que enfrentar: a morte de seu fundador. O estilista e designer Yohan Sarfaty (o Y da Y-Project) havia fundado a marca em 2011, mas faleceu de câncer dois anos mais tarde. “Não existe uma maneira ideal de assumir o controle de uma empresa que está de luto”, lembrou Martens ao Now Fashion na ocasião. “Por respeito a Yohan, decidi fazer uma transição lenta, criando a primeira coleção diretamente de seu mundo e ir inserindo pouco a pouco, em um lapso de 2 anos, a minha estética”. A Y/Project, como conhecemos hoje, tomou forma com a coleção feminina do inverno 2016 – foi também quando a marca começou a crescer em termos de negócio.

O designer belga Glenn Martens / Reprodução
O designer belga Glenn Martens / Reprodução

 

Hoje, a Y/Project é uma das mais prestigiadas no cenário global com coleções que equilibram conceito e criatividade com o comercial, criando peças de impacto e que causam desejo. Glenn mistura cultura pop e jovem à referências históricas, o que rendeu a ele e à marca diversas conquistas: a marca foi finalista do prêmio LVMH em 2016, venceu o ANDAM Award em 2017, veste celebridades como Rihanna, Chloé Sevigny e Gigi Hadid e tem hoje mais de 150 pontos de venda espalhados pelo mundo.

 –

“Nossa ideia de moda não é criar um exército de pessoas semelhantes. Existem marcas suficientes que criam para as pessoas que querem comprar uma peça só para se tornar parte de um grupo. Nós criamos para questionar. A Y/Project é movida por emoções” Glenn Martens

Hype & negócios

Martens é belga e se formou em design de interiores. Ele estudou na Royal Academy of Fine Arts, na Antuérpia, escola que revelou ao mundo nomes como Martin Margiela e Raf Simons. “Cheguei lá com um portfólio cheio de cadeiras e cozinhas”, contou ao Business of Fashion. “Não tinha ideia de quem era Karl Lagerfeld ou Alexander McQueen”. Com 37 anos, Glenn Martens é parte de uma geração que tem conseguido criar o hype e prosperar enquanto negócio, ao lado de Jacquemus e Marine Serre.

Y/Project 2021 / Reprodução

Y/Project 2021 / Reprodução

Guiando a Y/Project através de uma estratégia bem planejada e que respeita o tempo certo para as coisas acontecerem, Glenn se mantém como um dos nomes mais inovadores de sua geração justamente porque as coleções que cria encontram um espaço e um lugar no agora. “As roupas são relevantes se as pessoas que as possuem estão felizes com elas. No Natal, dei à minha avó um casaco Y/Project, que ela usa e adora. Quando as roupas não estão conectadas a gênero e idade e ainda funcionam, a moda se faz relevante”.

A Y/Project apresenta sua coleção de inverno 21 neste domingo as 12h (horário de Brasília) e você assiste ao vivo aqui no FFW.

Campanha de Verão 19 da Y/Project
Campanha de Verão 19 da Y/Project

Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×