De olho em Anok Yai, a primeira modelo negra a abrir um desfile da Prada em 20 anos

ypgkhoc2rfvuq34jbuom

Os holofotes da moda estão concentrados nos desfiles de Inverno 2019, não apenas nas roupas, mas em tudo que gira em torno. As modelos sempre chamam muita atenção e uma delas vale destaque: no desfile da Prada, uma sudanesa de 19 anos foi a segunda modelo negra a abrir um desfile da grife desde Naomi Campbell, em 1997. O nome dela? Anok Yai.

Fila final Prada Inverno 2019 liderada por Anok / Reprodução
Fila final Prada Inverno 2019 liderada por Anok / Reprodução

Já era tempo de as grandes grifes abraçarem o conceito de diversidade – seja na temática das coleções, em iniciativas ou na seleção de casting –, passamos a ver cada vez mais momentos como esse, importantes à sociedade e, sobretudo, à uma new face como Anok. São momentos que carregam uma carga imensa de representatividade para um futuro mais diverso e inclusivo na moda.

Além dos agradecimentos postados em uma foto no seu Instagram, que já contabilizam quase 22 mil curtidas, a modelo conta em entrevista à Vogue US: “Sinto que represento todas as mulheres negras que não se veem com frequência retratadas ou apreciadas pela mídia”.

Representada atualmente pela agência Next Models, a modelo abriu e liderou a fila final da Prada Inverno 19 na frente de nomes como Amber Valletta, Sasha Pivovarova e Kaia Gerber, e são mudanças como essa que demonstram o olhar atento da marca para questões atuais e necessárias.

Anok tem desfilado bem nesta temporada; já apareceu nas passarelas de Saint Laurent, Rick Owens, Marni e Jacquemus. Olho nela!


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×