01.11.2018 / Música / por

Festival que celebra a cena queer, YAGA traz Arca e Sophie ao Brasil

Arca fotografado por Daniel Shea / Cortesia
Arca fotografado por Daniel Shea / Cortesia

Um dos artistas mais cobiçados do momento, o produtor venezuelano Arca se apresenta no Brasil pela primeira vez neste fim de semana (3 e 4 de novembro), em São Paulo. Produtor de músicas para Kanye West e Bjork, Arca está aqui à convite do YAGA, festival que estimula a diversidade e quer se tornar um polo de conexão entre subculturas internacionais.

O YAGA também traz mais três atrações internacionais, o produtor Sophie, o DJ americano Total Freedom, parceiro da Hood by Air, e a artista e DJ trans Juliana Huxtable. Entre os brasileiros headliners, estão Linn da Quebrada e Badsista, além de mais 12 artistas da cena independente do país, como Aretha Sadick, Onírica, Stroka e a drag Mia Badgyal. O line-up foca nessa cena atual, queer e underground, dando voz e espaço para os artistas se expressarem, além de estimular a liberdade individual e a coragem para exercê-la. Tanto Arca quanto Sophie usam a questão do gênero para construir seus personagens.

O evento, criado pela escritora brasileira Sophie Secaf e pelo DJ de Los Angeles Kevin McGarry, acontece em um momento importante no Brasil, pós eleições presidenciais. Publicações como Billboard e Dazed divulgaram o festival e sua importância. “Sair à noite no Brasil é inerentemente político, e a vida noturna queer em São Paulo está em uma encruzilhada”, diz Sophie à Dazed. “A cena da festa é realmente o primeiro lugar a ter dado a muitas pessoas LGBTQ + em São Paulo uma voz e um meio de vida. Ela floresceu nos últimos anos, mas agora, com a eleição de um presidente e um governador de direita em São Paulo, estamos todos com medo de uma repressão crescente sobre como as pessoas queer utilizam espaços públicos “.

Para seu lançamento, o YAGA trabalhou para criar um intercâmbio cultural que beneficie todos os artistas, o público e promova uma troca de experiências entre comunidades diversas. Além de trazer ao Brasil artistas extremamente influenciadores pela primeira vez, o projeto irá impulsionar a carreira dos artistas brasileiros independentes por oferecer uma plataforma para eles divulgarem seus talentos. “O YAGA é uma resposta pra tudo que está acontecendo no mundo e no Brasil que diretamente afeta as subculturas e o underground. O palco será compartilhado por artistas emergentes visionários e heróis do underground que, em um momento difícil para o país, farão história”, diz Sophie.

YAGA @ Lovestory

Ingressos: R$ 140 por dia ou R$ 250 por dois dias

Horário: Sábado: 23h às 8h / Domingo 17h às 3h

Pessoas trans não pagam – entrar em contato pelo Facebook

+ compre seu ingresso


Relacionadas


Veja Também