12.12.2019 / Techno / por

Anúncios e e-commerce serão os novos recursos do WhatsApp

whatsapp

Se hoje nós já usamos o Instagram para comprar, podemos aguardar para um futuro bem próximo que transações comerciais também sejam feitas também através do WhastApp. Segundo o site Modern Retail, o Facebook Inc. anunciou um novo recurso que permite que pequenas empresas enviem catálogos pelo Whatsapp Business. Por enquanto, funcionaria apenas como um mostruário para as marcas exibirem produtos e preços, já que as transações ainda não podem ser feitas pelo app.

Este recurso está disponível para usuários no Brasil, Alemanha, Índia, Indonésia, México, Grã-Bretanha e Estados Unidos e será lançado em todo o mundo nas próximas semanas, disse um porta-voz do grupo à Reuters no início de novembro.

O Facebook comprou o WhastApp em 2014 por US$ 19 bilhões e, construir uma ferramenta de comércio eletrônico dentro do aplicativo, é uma maneira de monetizar o app, que hoje conta com 1.5 bilhões de usuários no mundo (só a Índia tem 400 milhões).

Para tornar isso realidade, a empresa criou o Facebook Pay, um serviço criado para facilitar as transações em suas propriedades. O grupo de Mark Zuckerberg disse que esta iniciativa começará no Facebook e no Messenger e em breve será estendido a outros programas como o WhatsApp e o Instagram. Esse novo conceito que inclui conversas + compras está sendo chamado de conversational commerce (ou cCommmerce).

As primeiras duas imagens mostram os links a partir do Facebook e Instagram; a terceira é o anúncio no WhatsApp / Reprodução
As primeiras duas imagens mostram os links a partir do Facebook e Instagram; a terceira é o anúncio no WhatsApp / Reprodução

Além disso, a partir de 2020 também veremos anúncios dentro do aplicativo. O WhatsApp é a única rede social que nos permite interagir e conversar com nossos amigos, familiares e contatos profissionais sem interrupção de propaganda, ao contrário do Facebook, Instagram ou Youtube. Mas isso já vem mudando e foi confirmado pelo Facebook em seu evento de marketing na Holanda. Os anúncios irão aparecer no WhatsApp Status Stories e a gente poderá também clicar em links no Facebook e Instagram que nos levarão ao WhatsApp.

As empresas já estão abrindo um caminho para anunciar no WhatsApp por meio de adesivos divertidos e GIFs, como têm feito McDonald’s, Reebok e Tinder, por exemplo. “Esses formatos vêm da ideia de que a comunicação deve ser informal, casual e emocionalmente conectada. Ela acrescenta o tipo certo de humor às conversas”, disse Sharadh Manian, da agência digital SVG Media. “Se uma marca quer fazer parte de uma conversa, ela deve ser suave e não intrusiva”.

Foto: Reprodução
Stickers do McDonalds feitos para o WhatsApp / Reprodução

Desafios

Porém, existem obstáculos no caminho para o Facebook realmente ter sucesso nesse movimento em direção ao comércio. Por um lado, terá que mudar a percepção do WhatsApp como um aplicativo que funciona somente para mensagens e também a primeira aversão do usuário por ter uma plataforma de compras e anúncios dentro do app.

Mas o principal desafio é superar a falta de confiança que temos hoje pelo Facebook. Ainda segundo o Modern Retail, muitos consumidores relutam em compartilhar seus dados pessoais com a rede. “Os números publicados no início deste ano pela Pew research Center mostram que mais da metade dos usuários adultos do Facebook não se sentem à vontade com a empresa que armazena dados de publicidade relacionados às suas preferências”, diz o artigo. Então, focar no WhatsApp pode ser uma maneira de evitar esse problema, já que nos Estados Unidos, apenas 29% dos usuários sabiam que o aplicativo era de propriedade do Facebook.

Então a questão é: os usuários estariam dispostos a entregar seus dados financeiros privados a uma ferramenta do Facebook?

Para o especialista Zak Normandin, fundador da plataforma de “comércio de conversação” Iris Nova, essa é a próxima fronteira já que oferece um novo modelo de contato com o consumidor, bem direto e sem atritos. E através das conversas, a marca pode obter dados naturais de conversação e consumo, oferecendo uma poderosa capacidade de oferecer produtos focados naquele consumidor. “O potencial é incrível”.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×