29.06.2018 / por

Dossiê FFW: as principais tendências da temporada masculina de Verão 2019

Da esquerda para direita, looks de Alexander McQueen, Versace, MSGM e Louis Vuitton / Reprodução
Da esquerda para direita, looks de Alexander McQueen, Versace, MSGM e Louis Vuitton / Reprodução

Couture

A principal mensagem desta temporada foi o encontro da Alta Costura com o streetwear. Os símbolos da feminilidade incorporados ao guarda-roupa masculino ou, como disse Kim Jones, um vestuário mais romântico para os homens. Marcas como Dior, Margiela e Raf Simons trouxeram a manufatura de luxo da couture para construir ternos, jaquetas e camisas, mas a ideia também aparece nos paletós acinturados, como vemos em Alexander McQueen e Saint Laurent e nos kimonos da Margiela, Etro e Comme des Garçons.

Bolsa para vestir

Fenômeno do streetwear. Na sua forma mais pura, não há mais separação entre roupa e bolsa, tudo é uma coisa só. Você veste bolsas ou múltiplos bolsos. Alguns parecem os coletes usados por jornalistas em cobertura de guerra. São acessórios utilitários associados ao combate e à violência. Na moda, normalmente eles são interpretados como “armaduras urbanas”, as pessoas se armando para enfrentar as intempéries da vida moderna.  Inconscientemente, a moda está transformando em tendência peças que podem desencadear memórias de violência, o que só confirma que a moda é mesmo um poderoso espelho da sociedade e dos tempos. Em sua estreia na Louis Vuitton, Virgil Abloh chamou de accessamorphosis a ideia de criar uma bolsa que pode ser acoplada ao corpo. Inúmeras outras marcas mostraram sua versão de cross-body bags (Hermés) ou industrial belts (Off-White) ou pochetes utilitárias e até oversized (d-Squared).

Fun is fun!

Um dos moods da temporada. Muitas marcas se deram a liberdade de serem mais livres a ponto de mostrarem looks engraçados, às vezes até impensáveis. Que tipo de humor ou quão aberto precisa ser para usar uma roupa assim? Cores e estampas misturadas e descombinadas propositalmente e que acabam por criar uma imagem interessante e que mostram um homem mais livre, menos preocupado com a “masculinidade” de seu guarda-roupa. E não precisa ir ao extremo como Thom Browne. Apenas a gola de paletó estampada da Comme des Garçons já diz muito.

À flor da pele

Sai a camisa, fica a pele. Entre as tendências da estação, estão os ternos usados sem nada por baixo. Para aqueles que já gostam de exibir o corpo, os looks propostos por Jacquemus e Hermés são pratos cheios. Mas há as versões mais discretas como vemos em Dries Van Noten, Alexander McQueen e A Cold Wall. Outras marcas optaram por colocar vestes bem leves por baixo, às vezes até translúcidas para dar o efeito de pele nua mesmo. Ventos da liberdade.

Cor é vida

As temporadas de verão são sempre mais vivas, mas as cores invadiram as passarelas com mais força do que nunca. E a imagem que fica é a de looks inteiro na mesma cor. Esqueça os ternos escuros e ouse usar um vermelho, azul royal ou lilás. Ou conjuntos de calças e jaquetas mais esportivos, também monocromáticos. Vale destacar o documentário Wild Wild County que, entre outras coisas, mostra os seguidores do Osho vestindo apenas tons puxados para o vermelho (laranja, rosa, roxo, vinho) – pessoas normais de idades e corpos diferentes que dormiam e acordavam nessas cores, às vezes com roupas que eles mesmos faziam. O efeito é lindo, não apenas na passarela.

Prints

A mesma lógica das cores, mas com estampas. Florais, pinceladas, grafismos, camuflados e logos preenchem os looks, da cabeça aos pés.

Tracksuits

No ápice da influência do streetwear na moda, natural que muitas versões de tracksuits surgissem. Mais legal do que a abundância desse estilo mega confortável é a variação: mistura de cores, estampas e grafismos fazem a gente ter vontade de não ter apenas um, mas vários!

Calças

As calças da vez são mais largas e com a barra mais longa (na Louis Vuitton, elas apareceram com uma divisão no tornozelo). O resultado é uma silhueta easy, compostas por sandálias ou sneakers. Guarde sua calça skinny e invista nas calças amplas e super confortáveis, porém não menos elegantes.

Shorts

Tchau, bermudas! Cada vez mais os homens investem em shorts, antes usados apenas para práticas esportivas. Muitas marcas oferecem shorts em alfaiataria (Fendi, Hermés), compondo looks mais elegantes, ou versões streetwear, mais jovens e com estética descontraída (Louis Vuitton, MSGM)

 


Relacionados


Veja Também