FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade

    Zac Efron e Jeremy Allen White estrelam ‘The Iron Claw’, que chega ao Brasil em março

    O filme conta a história real de irmãos no mundo da luta livre, com todos os elementos possíveis que remetem aos anos 80.

    Zac Efron e Jeremy Allen White estrelam ‘The Iron Claw’, que chega ao Brasil em março

    O filme conta a história real de irmãos no mundo da luta livre, com todos os elementos possíveis que remetem aos anos 80.

    POR Julia Lange

    Todos que amam ver o ator Jeremy Allen White na série The Bear já podem comemorar: seu mais novo filme, “The Iron Claw”, chega ao Brasil em fevereiro. Ao lado de Zac Efron e Harry Dickinson, eles darão vida a irmãos inseparáveis que fizeram história no mundo da luta livre nos anos 80. Baseado em fatos reais, a sinopse acompanha o pai da família Von Erich, que era uma lenda e um ‘vilão’ dos ringues, e a ascensão dos filhos no esporte, cercado de triunfos, violência, abuso psicológico e tragédias.

    Com performances que já arrancaram elogios dos críticos, especialmente de Efron como o segundo irmão mais velho e grande imitador do pai, a caracterização feita para os personagens é impressionante. No trailer e imagens de divulgação, duas coisas imediatamente chamaram a atenção: os músculos e os cabelos.

    O corte dos anos 80

    A responsável por toda a parte dos cabelos é Natalie Shea Rose. A profissional afirmou em entrevista para a Vogue dos EUA que frequentemente consultava fotos de arquivo, documentários e filmagens das lutas. As perucas foram feitas sob medida para os atores Zac Efron e Harris Dickinson, enquanto as “já consideráveis madeixas de Jeremy Allen White receberam extensões de queratina, que imitam a aparência, a sensação e o movimento do cabelo natural.”.

    Toda a sua experiência foi fundamental para fazer com que as perucas extremamente delicadas sobrevivessem às filmagens que envolviam cenas de luta livre encharcadas de suor real e falso por até 12 minutos de duração. Em suas palavras, o maior desafio foi o grande número de perucas que ela teve que administrar – às vezes até 15 para uma única cena, entre os irmãos, seus oponentes e dublês. Como cada lutador do filme foi baseado em um lutador profissional da época, a maioria dos quais ainda compete, havia ainda uma pressão de realmente trazer veracidade para as peças.

    A escolha das roupas

    Já quem assina toda a parte das roupas foi a figurinista Jennifer Starzyk (“Mindhunter”, “Reminiscence”, “Bill e Ted Face the Music”), que teve que equilibrar a mínima quantidade de roupas do ringue com conseguir trazer a personalidade de cada um para a trama. Com um intervalo de vários anos, 20 cenas de luta livre (que incluíam 150 atores de fundo) e inúmeras outras que não eram de luta, o trabalho de Starzyk foi pautado em pesquisas por meio de documentários como “Dark Side of the Ring e Heroes of World Class: The Story of the Von Erichs”, livros, clipes do YouTube e fotos antigas.

    “Quando me encontrei com Sean [Durkin, o diretor], eu dividi tudo em: aqui está o que eles usavam enquanto lutavam e aqui está o que eles usavam em casa quando estavam fazendo tarefas no rancho, o que era às vezes apenas sem camisa e shorts cortados ou uma jaqueta bomber com calção de luta livre”, contou ela ao Fashionista.

    Sendo assim, no fim das contas, os figurinos terminaram sendo uma mistura de peças vintage, alugadas e personalizadas, com muitas camisetas gráficas e peças que realmente foram garimpadas dos anos 80. Para as botas de luta livre, com biqueira e salto específicos, Starzyk encontrou uma marca no Instagram, Aces Boots, que já havia replicado os calçados esportivos do Kerry Von Erich da vida real e encomendou mais de 20 pares sob medida.

    O figurino para os personagens

    “Kerry era um rockstar, e Jeremy já tem esse cabelo naturalmente, então adicionamos apenas uma faixa na cabeça”, disse Starzyk ainda em entrevista ao Fashionista. “Kevin é mais parecido com o típico atleta americano, então eu o coloquei em um tom neutro. Seu manto era um moletom com capuz.”.

    Por mais que pareça que não houveram tantas trocas, uma vez que as lutas são realizadas apenas com um tipo de calção, Zac Efron teve um total de 60 figurinos. Uma das cenas mais épicas é a do casamento de seu personagem Kevin com Pam (Lily James), em que ela veste um vestido estilo princesa exatamente idêntico aos dos anos 80, enquanto os rapazes estão de smokings cinza combinando.

    Para Starzyk, porém, o traje mais impressionante do filme é o da lenda do wrestling Ric Flair (interpretado por Aaron Dean Eisenberg), conhecido pelas penas que enfeitavam suas escolhas. Durkin deixou a figurinista escolher qual deles recriar, já que todos eram “incríveis e icônicos – você não poderia errar”. O eleito? Um robe rosa Pepto até o chão com penas e lantejoulas prateadas. “Foi uma vitrine por si só”, finalizou ela.

    Não deixe de ver
    Zendaya aparece loira na press tour de seu novo filme
    Duna Parte Dois: O figurino futurista com referências dos anos 50
    Karl Lagerfeld: série que conta trajetória do estilista ganha data de estreia
    Oscar 2024: os penteados mais vistos no red carpet
    Oscar 2024: os melhores looks do tapete vermelho
    Zac Efron e Jeremy Allen White estrelam ‘The Iron Claw’, saiba curiosidades por trás do longa
    Zendaya como co-chair do Met Gala 2024, o novo produto de Hailey Bieber, Ganni à venda no Brasil e muito mais
    Christian Dior nas telas: série ‘The New Look’ já está disponível na Apple TV
    Ayo Edebiri e Rachel Sennott: Conheça o duo pop do momento
    Os primeiros looks de Zendaya na Press Tour de Duna 2