FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade
    o ator Jamie Dornan de polo Loewe na capa da revista Arena

    A camisa polo foi atualizada e ganha uma cara nova em 2024

    Com cara retrô, a polo agora surge menos preppy e com pegada mais esportiva, como em sua origem. 

    A camisa polo foi atualizada e ganha uma cara nova em 2024

    Com cara retrô, a polo agora surge menos preppy e com pegada mais esportiva, como em sua origem. 

    POR Redação

    o ator Josh O’Connor com polo de ziper Brain Dead

    Por Caio Delcolli

    Coisa de “mauricinho”? De pai? Cara aborrecida de escritório? A resposta para estas três perguntas é “não”. A camisa polo, hoje, passa longe dos estigmas de até pouco tempo atrás.

    Das marcas independentes às grande lojas, a peça tem sido comercializada com designs mais ousados, elegantes e conceituais do que nos habituamos a ver. Com ares do fazer manual trazido pelo tricô — às vezes com bordado vazado —, renda, texturas variadas, sem botões ou até mesmo na modelagem box, a polo está indo muito além de item para looks “preppy”. Yucari e MAD Enlatados recentemente lançaram suas interpretações menos óbvias, enquanto a Misci aposta na oversized em tricô.

    Josh O’Connor, Jamie Dornan e Simu Liu não nos deixam mentir – os três atores têm circulado publicamente usando polos. Os desfiles de verão 2024 também não. Miu Miu, Dior e Lacoste apresentaram looks contendo a peça.

    Segundo Mário Queiroz, autor do livro “Homens e Moda no Século XXI” (Editora Senac Rio, 2019), trata-se de mais um sinal da desconstrução da masculinidade tradicional proposta pela moda.

    “Quando um grupo se apodera de um produto, transfere as suas características a ele”, afirma. “A polo foi tomada pelo público ‘mauricinho’ e acabou se tornando símbolo dela — mas não quer dizer que a polo seja careta.”

    troiye sivan de polo miu miu

    Já em relação aos materiais que fogem do lugar-comum, Queiroz afirma que isso traz uma estratégia interessante para o mercado.

    “Você joga dentro de um sistema mais conhecido e palatável uma matéria-prima mais inusitada”, diz. “Isso é ótimo, porque leva o mercado a deixar de lado a mesmice e absorver designs mais ousados.”

    Confira a seguir uma seleção de polos nos mais diversos estilos para aderir já.

    Não deixe de ver
    Osklen Red Edition: conversarmos com Oskar Metsavaht sobre moda atual, sustentabilidade e futuro
    Ugly chic: o que significa?
    Timothée Chalamet estrela nova campanha cinematográfica da Chanel
    New Balance celebra Grey Days em maio
    Greta Gerwig veste Maison Margiela em Cannes e é criticada nas redes
    Uniqlo anuncia lançamento de fast fashion nos EUA
    Grupo Arezzo&Co faz evento de lançamento de novas coleções em São Paulo
    A camisa polo foi atualizada e ganha uma cara nova em 2024
    Essas 5 marcas esnobaram Zendaya no tapete vermelho, saiba quais são elas
    Gucci traz de volta o Boho chic em coleção de resort 2025
    FFW