Lunelli lança nova linha Moda Circular com tecidos reciclados a partir de resíduos

Em um processo tecnológico, os resíduos têxteis do grupo são reciclados e transformados em novas fibras prontas para uso

*branded content

Hoje, muito se fala sobre Moda Circular, não apenas em relação à diminuição dos resíduos criados pela indústria têxtil, mas também sobre a ressignificação e o resgate do resíduo têxtil já produzido. Mais do que nunca, a sustentabilidade vem ditando a rotina da indústria e, disso, a Lunelli, empresa com 40 anos de história e um compromisso ambiental estruturado em seu DNA, sabe muito bem.

No sentido de desenvolver um modelo mais circular, um dos primeiros passos é analisar a cadeia produtiva como um todo, começando pelo setor têxtil. É o caso da empresa, referência nacional no mercado têxtil com 16 unidades espalhadas pelo país e detentora de importantes marcas, como Lunender, Lez a Lez, Hangar 33, Alakazoo, Lunelli Malhas e Tecidos, Fico e Graphene. 

Sempre atenta à preservação dos recursos naturais, a Lunelli está reforçando ainda mais seu posicionamento de fazer moda com significado a partir de ações diversas. Muitas delas, inclusive, podem ser conferidas no Relatório de Sustentabilidade disponível no site.

Mas, a grande novidade é o desenvolvimento de linhas de produtos sustentáveis das marcas Lunender, Alakazoo e Hangar 33, criadas a partir dos resíduos de tecidos de outras coleções, que, agora, ganham vida nova. Essas peças são feitas através da desfibragem e cardagem dos resíduos têxteis. Com a nova fibra têxtil pronta, as marcas podem iniciar o processo de modelagem, corte e costura para produzir peças com até 69% de algodão reciclado em sua composição.

Para entender um pouco mais sobre as medidas de sustentabilidade adotadas pela Lunelli, conversamos com Samuel Eichstaedt, diretor de Desenvolvimento de Produto, Outsourcing e Compras.

Quais são os esforços que a Lunelli vem fazendo no viés da sustentabilidade e o que influenciou a empresa a tomar essas medidas?

A nossa história com sustentabilidade vem desde o início da empresa. A gente carrega em tudo que faz os valores de entusiasmo, simplicidade e obsessão por resultado. E isso se traduz em reconhecimento e valorização das pessoas, o cuidado com a comunidade e do meio ambiente, na forma de fazer negócios e no respeito, o que tem ligação direta com Sustentabilidade e ESG.

Desde o início, sempre cuidamos muito dos locais onde estamos inseridos, do meio ambiente e das comunidades. Em 2006, fomos certificados pela primeira vez na ISO 14.001 de Sistema de Gestão Ambiental, o que é um marco muito importante dentro da trajetória de sustentabilidade da Lunelli. 

Então, são diversas as ações ao longo do tempo para construir uma empresa com o menor impacto ambiental e um maior impacto positivo na comunidade. E, dando sequência nesse amadurecimento, vieram também parcerias com fornecedores, compra de matéria-prima de menor impacto, mudanças para processos ecoeficientes, tudo sempre com um olhar de redução de consumo e muita inovação. 

Nós também trazemos esse cuidado e atenção para produção. Nossas unidades em Avaré/SP, Maracanaú/CE e Guaramirim/SC são certificadas ABVTEX, que garante que as empresas da indústria têxtil forneçam condições adequadas de trabalho, ou seja, uma demonstração a mais de um trabalho ético e transparente dentro da cadeia de produção. 

Com esse amadurecimento na jornada da sustentabilidade, tudo isso precisava se traduzir em um relatório de sustentabilidade, que está disponível no nosso site, onde reunimos diversas ações para os três pilares da sustentabilidade (social, ambiental e econômico) com dados sobre redução de água, energia, apoio às comunidades, distribuição de lucros etc. 

Conte mais sobre a gestão ambiental, de resíduos da Lunelli e os impactos positivos dessas iniciativas em toda a cadeia produtiva de moda.

Produzindo moda com significado e compromisso ambiental, investimos constantemente em práticas ecoeficientes e os resultados obtidos são bastante expressivos. 

O compromisso com a moda consciente leva a Lunelli a se relacionar com fornecedores e parceiros alinhados a esse propósito. Nesta lista, estão a The Brazilian Sustainable Fashion League, o movimento Sou de Algodão, a BCI – Better Cotton Initiative, o ZDHC (Zero Discharge of Hazardous Chemicals) e a Lenzing. 

Outros destaques, neste sentido, são as coleções e linhas especiais lançadas pelo grupo. Usamos viscose ecológica, alfaiatarias produzidas com matérias-primas recicladas, renováveis, naturais e orgânicas, jeans com menor consumo de água e energia e aviamentos com menor impacto ao meio ambiente.

Em 2020, por exemplo, houve redução de cerca de 10% no consumo de água na unidade Beneficiamentos, em relação ao ano anterior, além do tratamento de 79 litros de efluente por quilo de malha produzido. Como parte do Sistema de Gestão Ambiental, 100% dos resíduos têxteis foram enviados à reciclagem, somando 1.491 toneladas de materiais reciclados. 

Em relação à busca pela eficiência energética, também alcançamos ótimos números: na Lunelli Malhas e Tecidos, maior consumidora de energia elétrica da empresa, houve uma queda de 5,2% em relação a 2019.

Conte-nos mais sobre o lançamento Moda Circular e quais são as marcas envolvidas?

O Moda Circular envolve a produção de peças a base de fibras têxteis recicladas a partir do resíduo da própria companhia e, ainda, uso de lavanderia ecológica. São fibras que se moldam no intuito de reconhecer nosso papel na criação de um futuro melhor

O mecanismo de produção dessas peças envolve a coleta dos resíduos têxteis, separação por cor, processo de desfibragem e cardagem. Com a fibra pronta, é feita a tecelagem, corte, molde e a confecção da peça. E, por fim, a lavanderia ecológica, para reduzir ainda mais os impactos ambientais.

As marcas que fazem parte desse movimento são Lunender, Hangar 33 e Alakazoo. Buscamos incluir nesse mix marcas que vestem todos, moda feminina, masculina e infantil. As peças são feitas com 69% de algodão reciclado na composição, material este que era resíduo têxtil do nosso processo.

Na parte de lavanderia, investimos em processos de menor impacto com redução de até 80% de água, uso de produtos biodegradáveis, biopolimento e reutilização de água no processo. São peças que servem de alternativa para quem busca moda e conforto com consciência, atitude e responsabilidade. 

Saiba mais sobre o Moda Circular  nos sites da Lunender , Hangar 33 e Alakazoo.

ESTE CONTEÚDO É UM BRANDED CONTENT

Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×